Ancoradouro

E-mail à Senadora, de Maria Clara Mattos D. Bezerra

Prezada Senadora Patricia Saboya,

Este e-mail tem como propósito expor a minha decepção ao saber do Projeto de Lei encaminhado pela senhora que possibilita o divórcio consensual on-line.

Gostaria que, com todo respeito, refletisse um pouco sobre a Instituição familiar e as perdas que ela já sofreu nos últimos anos. É perceptível e considerávela quantidade de divórcios no passar dos anos, a quantidade clara na mídia  de artistas e celebridades que casam e dois, três meses depois já estão divorciados.
As novelas, a mídia, o que é passado hoje, é que se não der certo, “descasa”. Se não der certo, divorcia. Mas, e o reflexo disso para sociedade,para construção de valores pessoais e para o futuro? Que tipo de casamento, de união e construção matrimonial é essa em que se pode apenas arriscar e “se não der não deu”?
É muito egoísmo e falta de visão pensar que um casamento envolve somente sexo e duas pessoas em uma casa. A família, o sentimento e o sentido do casamento estão se perdendo e um Projeto de Lei como este só assina e termina de endossar uma visão limitada e descartável das pessoas e da família.

Decepcionei – me ao saber da existência desse tipo de pensamento, e ainda mais ao saber que vinha se uma pessoa que passou pela experiência triste de uma separação.

É preciso hoje coragem e fé para se criar leis que suportem e sustentem a família, a vida e os valores familiares. Facilitar o divórcio é projetar um futuro lamentável para sociedade.
Com todo respeito a sua pessoa, mas não à sua decisão.

Maria Clara Mattos Dourado Bezerra

– A senadora Patrícia Saboya apresentou Projeto de Lei que possibilita Divórcio on-line como publicado aqui no Blog, leia post correspondente, logo abaixo.

E-mail encaminhados à senadora (patricia@senadora.gov.br) com cópia (CC) a mim (vanderluciosz@yahoo.com.brSERÃO PUBLICADOS NO BLOG COM DESTAQUE.

Recomendado para você