Ancoradouro

Homem lobo do próprio homem

Verifica-se em Fortaleza um crescimento exorbitante da violência sob diversas formas. Homicídios, latrocínios, crimes passionais, ataques contra crianças e mulheres. Sequestros, roubos, brigas de gangues.

Basta assistir a um noticiário (e aqui não me refiro aos policiais) para comprovar o que estou escrevendo.  Outra coisa que chama atenção são os motivos pelos quais se matam: dívidas irrisórias, namoros desfeitos, vingança.

Falo de Fortaleza, mas o fenômeno crescente da violência é dado concreto nas estatísitica de todo o país. Temos de pano de fundo a banalização da vida, em todos os seus aspectos.

Logo podemos deduzir que se a vida tiver seu devido valor reconhecido a violência diminui. E para que isso aconteça deveriam entrar em cena protagonistas indispensáveis como a experiência com Deus, Educação e acesso a  condições básicas de subsistência.

Caso não nos empenhemos teremos diante de nossos olhos o terrível espetáculo do homem que se torna lobo do próprio homem.

Recomendado para você