Ancoradouro

Conflitos e Reconciliação

A Comunidade Católica Shalom tem como parte integrante da identidade de seu Carisma a formação. No Congresso das Famílias João Edson e Goreti Menezes, casal consagrado na Comunidade de Vida, conduziu a formação sobre conflitos e reconciliação no matrimônio.

Goreti explicou que o jogo de acusações entre os cônjuges é o primeiro passo nas discussões, em seguida perde-se a mentalidade familiar que cede lugar ao pensamento egoísta, um risco para o matrimônio.

“De tempos em tempos o casal precisa parar e perguntar, qual é a nossa mentalidade¿ e mais, deve se questionar, como estou agindo¿”, explicou.  A resposta a essas perguntas deve ajudar a construir o bem comum do casal, fator determinante para extirpar a mentalidade egoística.

A reflexão continuou questionando as famílias presentes sobre qual seria a riqueza das famílias. “Muitos se preocupam em deixar riqueza material para os filhos, construções, dinheiro, enfim, estabilidade financeira. Mas a grande riqueza de uma família não se mede pela sua riqueza material e sim pela riqueza dos relacionamentos”, ensinou.

João Edson comandou a segunda parte da pregação tomando por base a compreensão do matrimônio como sacramento. “A lógica que rege o matrimônio não é natural, pois ele foi elevado à condição de sacramento, ele está envolvido diretamente no mistério de Deus. A lógica do matrimônio é sobrenatural”, falou.

As duas regras que devem conduzir o matrimônio é o amor a Deus acima de todas as coisas e o amor ao próximo como a si mesmo como Jesus ensina no Evangelho. “Somente quem ama é capaz de perdoar e de realizar atos de amor verdadeiros”, comentou.

Recomendado para você