Ancoradouro

Querem Atingir o Papa

O papa Bento XVI nunca foi visto com muita simpatia por parte da grande imprensa, muito se deve à sua atuação na Congregação para a doutrina da fé. Recordo-me que as capas das principais revistas do país quando noticiaram o resultado do Conclave foram hostis ao novo Líder máximo da Igreja Católica.

A Revista Veja estampou em seu número 1902, Igreja congelada; A Isto é fez o infeliz vatícinio, “Ratzinger tem, sem dúvida alguma, potencial para levar a Igreja Católica a um retrocesso sem precedentes”. A Carta Capital não deixou por menos com a manchete, Quo Vadis Bento XVI? (para onde vais Bento XVI?)

Documentos mal interpretados e leituras errôneas acerca do magistério do pontifície não faltaram. Recentemente, uma  investida belicosa,as grandes agências produziram uma vastas quantidade de notícias  pretendo envolver diretamente  Bento XVI  nos escândalos de pedofilia.

Um leitor menos atento pode, facilmente,  associar o papa a esse crime hediondo pois as notícias são divulgadas de modo sensacionalista e parcial. A BBC cogitou a funesta hipótese de renúncia do papa.

Precisamos ficar atento e procurar ler nas entrelinhas dessas matérias e perceber uma grande campanha anti-católica sendo deflagrada, pois sabem que atingido o pastor as ovelhas se dispersam.

Fiquemos atentos. O The New Yoyk Times, respeitado jornal Americano desenterrou um caso no qual se afirma que o santo padre, enquanto bispo de Munique, havia protegido um sacerdote pedófilo.

A notícia que não é  verdadeira foi reproduzida em diversos meios como digna de crédito por ter o carimbo do TYT. O que não se divulga com a mesma intensidade foi o fato do mesmo  jornal publicar material que desmente a tese segunda a qual o cardeal Joseph Ratzinger não teria sido suficientemente enérgico ao gerenciar o caso em discussão. Leia sobre isso aqui.

É de conder o coração do papa os ataques de pessoas de dentro da própria Igreja à Sé Roamana como é o caso do teólogo suiço Hans Küng   que coaduna com a ideia de que Bento XVI foi conivente com os sacerdotes envolvidos em casos de pedofilia.

Contudo, a pequena barca de Pedro  continua a singrar no mar revolto da pós-modernidade rumo  ao seu Ancoradouro eterno, o próprio Cristo. Enquanto isso, nós, filhos da Igreja renovamos nosso amor à esposa de Cristo e nos pomos na defesa da fé como colaboradores da verdade  e dínamos da caridade, sob a ação da graça divina.

Recomendado para você