Ancoradouro

Cacique Cobra Coral só Fala Mediante Contrato Renovado

Cacique Cobra Coral não falou sobre as chuvas no RJ

Cacique Cobra Coral não falou sobre as chuvas no RJ

Não se assuste se, em breve, ao assistir o telejornal noturno a moça do tempo – geralmente mulheres bonitas – for trocada por uma médium que incorpora o espírito de um cacique que um dia já foi Galileu Galilei.

Explico-me. Com a catástrofe dos temporais que atingiu o Rio de Janeiro despontou na mídia A Fundação Cobra Coral, uma entidade fundada por Ângelo Scritori e tendo a frente sua filha Adelaide Scritori, médium que incorpora o espírito e mentor Cacique Cobra Coral que também já teria sido de  Galileu Galilei e Abraham Lincoln.

A  fundação é esotérica e diz ter poderes de controle do clima. “Nós temos todas as informações que você quer sobre o tempo. Desde a mais leve garoa até a mais torrencial das tempestades“, descreve o testemunhal no site da FCCC. E tem muita gente que acredita nos poderes supranaturais, inclusive políticos.

Para se ter uma ideia, a presidente da Cacique Cobra Coral foi convidada pelo Senado para esclarecer sobre o apagão que atingiu 18 estados, em novembro do ano passado, ao lado da, então, ministra da casa civil, Dilma Rousseff.

Mas a afamada instituição que se gaba de suas predições não agourou nada quanto à tempestade que se abateu sobre o RJ. Sobre o assunto Renato Pacca escreveu muito bem no Globo Online. Reproduzo trecho do texto, acompanhe:

Carta renova contrato entre FCCC e prefeitura do RJ

carta de renovação de contrato entre a FCCC e prefeitura do RJ (2009)

 “Depois de todo esse dilúvio, de contornos trágicos, me lembrei da Fundação Cacique Cobra Coral. Nao existe um convênio firmado com o Município do Rio de Janeiro, visando minimizar a ocorrência de fenômenos climáticos adversos? Eles não se gabavam de evitar chuvas em datas importantes, como o reveillon carioca de 2009/2010? Pois é. Confiram o que consta no site da Fundação:
 
“Chuvas no Rio: A FCCC só foi Acionada pela Prefeitura as 23h51 do dia 05.04.10 quando a cidade ja estava atingida pelo temporal desde as 18h00… A FCCC é Inerte e só atua quando Solicitada, conf. convenio operacional…”
 
 Entenderam? a FCCC é inerte e só age quando solicitada… é o princípio da inércia da jurisdição aplicado às demandas espíritas!!!

Explico: Segundo o mencionado princípio, o juiz não pode atuar de ofício, ou seja, por sua própria iniciativa. Ora, assim como o juiz tem o poder – estatal – de dizer o direito (jurisdição significa exatamente isso), a FCCC diz possuir o poder – espiritual – de interferir nos fenômenos climáticos. Assim, como “poder” que julga ser, só age quando provocada. A culpa é da prefeitura, que demorou para avisar, ora bolas…”, finaliza de forma irônica, o articulista.

Mas o  prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes,  mostrou-se muito crédulo no instituto esotérico de meteorologia e já renovou o contrato com a fundação, na tarde desta última terça,06.

A prefeitura bem poderia investir nos centros meteorológicos científicos, ao invés de atribuir para a realidade espiritual o que é problema terreno. Retirar as pessoas das áreas de risco, limpar rios, córregos e esgotos são ações de competência do poder municipal que não  carece dos supostos avisos mediúnicos para serem realizados. 

Recomendado para você