Ancoradouro

PT ameaça processar pastor

O vídeo do pastor Paschoal Piragine Jr. Já foi assistido por mais de meio milhão de pessoas em menos de dez dias. Na gravação o reverendo fala sobre os riscos de se votar no PT. Pontua temas como aborto, infanticídio indigena e união de pares homossexuais. O pregador fala abertamente que o Partido dos Trabalhadores fechou questão sobre as pautas citadas a cima, ou seja, o político pertecenente à sigla rubro que venha a discordar de sua ideologia será expulso, como aconteceu com os deputados Luis Bassuma da Bahia e Henrique Carlos do Acre ano passado.

Assista ao vídeo do pastor

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=GkxM5uxLjjg[/youtube]

Confira pôst anterior sobre o assunto: PT quer sancionar a iniquidade

O vídeo circulou rápido na internet através de sites, blogs, e-mail em massa, redes de relacionamento e de comunicação instântanea e ganhou novo fôlego esta semana, coisa que não agradou os petistas. Em entrevista à Rádio CBN do Paraná o presidente do partido da região disse que vai processar o pastor, também o chamou de mentiroso na reportagem. O presidente da sigla na região afirma que, pessoalmente, é contra o aborto mas concorda com o partido de tratá-lo como um caso de saúde pública. Sua opinião apenas reforça a mensagem do pastor Piragine.

Entrevista da CBN aqui: PT ameaça processar pastor Piragine >>

Católicos e evangélicos correspondem a 80% da população brasileira, uma  fatia de eleitores que intimida os presidenciáveis que têm,por conta disso, apostado num discurso com verniz cristão. José Serra é o candidato que apresenta maior clareza, afinidade com os temas espinhosos. No debate promovido por emissoras de inspiração católica afirmou  que não teria nenhum problema em investir na castidade e fidelidade conjugal como meios de se combater as DST’s. O candidato é adepto da astrologia e possui, inclusive, um astrólogo predileto, crença que mantém com muita discrição.

Plínio de Arruda Sampaio é a favor do aborto, da legalização da maconha e descriminalização do aborto, mas não abre mão do título de cristão. Vale ressaltar que seu partido, o Psol, conseguiu junto ao TRE de São Paulo liberação para exibir um beijo gay no horário eleitoral gratuito.

A candidata que tinha tudo para ser a mais cristã de todos seria Marina Silva, por ser membro da Assembleia de Deus, denominação conhecida pelo rigor moral. Lêdo engano. A candidata se posiciona pessoalmente contra o aborto, mas defende plebiscito sobre o assunto para que o povo decida a questão. E o rigor moral da Assembleia parece não ser mais o mesmo, a instituição é simpatizante da candidatura de Dilma com quem o presidente da organização teve encontro.

Dilma Roussef “converteu-se” ao começar a campanha. Se diz cristã antes de ser católica numa tentativa de agradar aos dois lados, mas não engana a nenhum. Ao debate católico, faltou. Para acalmar o ânimo dos evangélicos lançou a carta aberta ao povo de Deus que entre outras coisas promete deixar os temas espinhosos a cargo do legislativo, nunca do executivo. O texto é recheado de expressões e palavras comuns ao vocabulário religioso.

O medo dos candidatos demonstra que o povo está fazendo seu papel e este precisa ainda mais de ser corroborado. O blog comunga da opinião do pastor Piragine, em perfeita concordância com o ensinamento católico sobre a política. Não dizemos a ninguém em quem votar mas temos a certeza em quem não votar.