Ancoradouro

Afronta] Protestantes programam evento em dia de romaria

52.91.176.251 /ancoradouro/2011/04/02/afronta-protestantes-programam-evento-em-dia-de-romaria/
245 Seja o primeiro a comentar

A Convenção Batista do Espírito Santo vai realizar uma ação para evangelizar as pessoas que participarão da Romaria de Nossa Senhora da Penha. A caminhada católica acontecerá dia 02 de maio  e a tenda da esperança será montada do dia 21 de abril  até o seguinte dia 2.

Segundo o noticioso Gazeta Online “A iniciativa da Convenção Batista do Estado  vem causando indignação entre católicos, especialmente aqueles responsáveis pela organização do tradicional evento mariano”. Os organizadores da Romaria alegam que os participantes comparacem porque acreditam e que durante os eventos protestantes os católicos mantém uma postura de respeito e não programam atividades que coincidam com sua realização.

A denominação evangélica publicou em seu site que a meta é abordar 10 mil pessoas nesta ação, deste número 300 crianças. Ainda segundo o convite, “qualquer pessoa pode se inscrever desde que esteja disposto a testemunhar do evangelho as pessoas perdidas”. A inscrição para os voluntários não é gratuita, custa cinquenta reais. A organização espera receber 300 pessoas para a “missão” e também faz um apelo, “Caso você ou sua igreja queira doar uma oferta de amor para ajudar o projeto Tenda da Esperança no Espírito Santo, entre em contato com as coordenadoras locais”.

Para muitos protestantes os católicos não passam de um grupo de pagãos idólatras, perdidos e destinados ao fogo eterno. Como em um estribilho indolente repetem que somos adoradores de imagem e tentam “resgatar” estas almas para seus milhares de estabelecimentos religiosos, embora estas possam se tornar piores. Para quem pensa assim, tudo se pode ser, menos católico. Uma visão lamentável que desconsidera a fundação da igreja católica por Jesus Cristo a quem dizem servir e adorar.

Opinião:

Esta atitude da convenção Batista recordou-me um episódio acontecido  comigo. Certa vez, ao sair do santuário de adoração à Sagrada Eucaristia da Arquidiocese de Fortaleza um protestante estava à porta do templo e seguiu  para importunar-me com suas imprecações vétero-testamentárias. Simplesmente pedi que ele me respeitasse e caso continuasse, acionaria a polícia pois a constituição garante a liberdade de culto e que, com certeza, na porta de sua igrejinha com portas de ferros, não haveria um católico com aquela postura indesejada.

Recomendado para você