Ancoradouro

"99% dos cantores evangélicos são endemoninhados", afirma Edir Macedo.

72 26

Da mesma forma que cresceu o número de protestantes no país aumentaram as rixas, brigas e contendas entre as milhares de denominações, ditas, evangélicas. Cada uma vez defende o seu quinhão e tenta segurar fieis  em seus templos que, convenhamos, muitos nem possuem arquitetura de casa religiosa, mais se assemelham a pequenos comércios.

Edir Macedo e a Universal do Reino de Deus entrou  pesado na briga. O homem que se autointitula bispo afirma publicamente que 99% dos cantores evangélicos são endemoninhados. A cantora Ana Paula Valadão, um ícone da música gospel, foi atacada severamente pelo líder dono da Record.

Em um programa de rádio junto com o bispo Márcio, Edir Macedo é categórico em suas afirmações. Acompanhe sua fala, em tom coloquial:

“Você sabe que assim como o diabo as pessoas lá fora terem sucesso, esses grandes cantores, esses grandes artistas, entre aspas grandes. Então, o diabo também promove, dentro das igrejas, grandes cantores, cantoras, grandes sucessos. Mas aquele sucesso é uma mensagem subliminar para iludir os crentes. Então quando vejo um crente por aí fazendo sucesso é tudo emoção, tudo na base da carne, não tem nada de Deus. A maioria, olha, eu não vou errar se falar que 99% desse povo que canta por aí estão todos endemoninhados”.

Na conversa o bispo Márcio cita Ana Paula Valadão como um desses sucessos evangélicos ligados ao que Macedo comentava.

Assista ao vídeo com a falas dos evangélicos Macedo e Marcio.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=TlQYK37ap_I[/youtube]

Seguindo bem o ensinamento de seu líder máximo, dias depois, alguns – também intitulados bispos –  desta vez em programa de televisão, atacaram de modo debochado mais uma vez a cantora Ana Paula Valadão. Expuseram um vídeo do último congresso internacional do Diante do Trono no qual a cantora cai no chão ao receber a imposição de mãos de um pastor Finlandês. Segundo a IURD Ana Paula caiu possessa. E o apresentador disse que não vai mais cantar estas músicas. “Eu não canto mais”, afirma.

Resposta

A cantora Ana Paula Valadão diante dos ataques da IURD afirmou em seu perfil no microblog twitter: “Não se preocupem comigo qto a essas críticas…estou em paz no meu Senhor! Interessante ser criticada por me render corpo e alma em adoração na Presença de Deus…até me regozijo por isso…não me deixarei intimidar”, escreve.

Record X Globo

Admiradores da artista em outras redes sociais arriscam que a atitude de Macedo e companhia trata-se de uma tentativa de boicote à venda de CDs da artista que gravou pela Som Livre, gravadora das organizações Globo, arqui-inimiga da Record e Line Record. Sabe-se também que para este final de ano a Rede Globo exibirá um festival de música Gospel e é destaque Ana Paula e o grupo Diante do Trono.

Fica no ar algumas perguntas para Macedo, como, quem seriam estes artistas seculares favorecidos pelo diabo que fazem grande sucesso? Por acaso algum deles participam das atrações de sua emissora de televisão, a Rede Record? Por que criticar publicamente pessoas consideradas, a priori, do mesmo grupo? Qual é a intenção do bispo e de seus sequazes?

Mais contendas de Macedo

A contenda de Macedo com outras denominações protestantes vem se intensificando. Recente, em seu blog publicou um vídeo bombástico com o título, “Qual é a diferença”?, onde é exibido em uma parte da tela protestantes em culto tomados pelo que chamam oração do Re te tè e ao lado o de adeptos dos cultos afro-descendentes em danças sob o influxo de espíritos.

O vídeo causou desconforto e Macedo continuou acrescentando mais postagens ao blog afirmando que tais práticas evangélicas em nada se diferenciam das rodas de macumbas na qual se evocam os espíritos malignos.

O Re te tè é uma prática usual nas igrejas pentecostais. As pessoas em certo tempo do culto saem girando, gritando, rindo, ou imitando animais. Ainda se debatem pelo chão, dizem palavras desconexas. Segundo os crentes trata-se de um movimento do Espírito Santo. No entanto para quem assiste causa estranheza e realmente é muito similar às práticas rituais da macumba.

Contudo, Macedo não parece suficientemente credenciado para as críticas. A Universal além dos termos católicos que utiliza para atrair e ludibriar fieis utiliza-se de termos e atos também corriqueiros no mundo espírita. “Sessão do descarrego”, “rosa do descarrego”, pastores vestirem-se de branco na sexta-feira, “despacho”, são alguns dos termos comuns à denominação de Macedo.

Para os que não são protestantes e para o descrentes fica um contratestemunho. Cristãos brigando entre si e trocando acusações? Isto em nada edifica e faz lembrar a palavra de Cristo quando afirmou que um reino dividido entre si não subsiste.

Os católicos não devem temer o fato de crescer o número de evangélicos. Antes devem se preocupar tanto em evangelizar como em interceder pelos que trocam o certo pelo duvidoso.

Recomendado para você