Ancoradouro

Cristo é a nossa Esperança

Moysés Azevedo conduziu a pregação na última tarde de Retiro da Comunidade Shalom

Na última tarde de Retiro de Semana Santa, o tema geral do dia ficou por conta de Moysés Azevedo, Fundador e Moderador Geral da Comunidade Católica Shalom.

O fundador utilizou diversos santos e escritores espirituais para a falar sobre a Ressurreição como esperança. São Bernardo de Claraval e Pe. Raniero Cantalamessa foram alguns deles.

O acontecimento deste dia foi o que mudou a história da humanidade. “A Ressurreição de Cristo muda a história, muda a sociedade, muda a criação. Esta é a Verdade que gerou um novo mundo, gerou e gera criaturas novas. E é o que fará o fim do mundo ser diferente do que é  apregoado. O fim do mundo é a volta de Cristo, é a presença gloriosa de Cristo que todo olho verá. Aqueles que creram rejubilarão, os que não creram baterão no peito.  Os que creram, naquele dia contemplarão que Cristo ressuscitou, Aleluia” disse.

No momento seguinte Moysés utilizou uma figura apresentada pelo Pe. Raniero Cantalamessa quando nesta Páscoa  comentou o mistério da redenção.

Confira mais fotos do encontro, aqui.

“Imagina um estádio lotado e um herói resolve enfrentar um poderoso tirano que detinha o poder sobre todos os membros daquela cidade. Este herói se levanta, enfrenta e derrota este malvado. Imagina você como se estivesse nesse ginásio sendo o torturado que contempla a derrota de seu tirano. Você não lutou, não teve as feridas, mas acompanhou a batalha. Imaginemos que o vencedor daquela luta não tinha necessidade daquele prêmio que ganhara. Aquele prêmio era como se não fosse para si. Mas o lutador não desejava outra coisa senão honrar você. Desta forma agiu Cristo conosco. Na paixão e na cruz derrotou o tirano que nos aprisionava. Na sua ressurreição dar a nós os louros de sua vitória. Ele nos diz  ‘A minha coroa não é minha, a minha alegria é te coroar, te cicatrizar, te honrar. Tudo fiz por ti. A minha glória é te glorificar. O prêmio para mim  é o teu coroamento”.

Outra comparação do pregador foi o da Ressurreição ao fogo. “A palavra e a presença de Cristo ressuscitado é fogo vivo, fogo da bondade, capaz de transformar o mundo. Esta presença traz calor que aquece da frieza do pecado contra o nosso irmão, do pecado em segredo. Nós, em nossa fraqueza, nos aproximando de Cristo, nos aproximamos do fogo que desnuda para nos curar de nossas feridas, nos desnuda para retirar toda infecção de nossa carne. Nos desnuda para nos vestir de suas vestes gloriosas.

É preciso nos apropriar da Ressurreição de Cristo. Como fazer isso¿ O fundador baseou-se em ensinamento de um santo. “Somos convidados à gratuitamente nos apropriar da vitória de Cristo. São Bernardo de Claraval nos esclarece. Eu, o que não posso obter por mim mesmo, o aproprio, literalmente, o usurpo com confiança do lado aberto do senhor porque está cheio de misericórdia”.

O ponto ápice da pregação foi a explanação da Ressurreição como esperança. “Cristo é minha esperança; Nele posso esperar, que a minha vida se torne boa, seja plena, eterna, porque é o próprio Deus que se aproximou de mim. Ele está no meio de nós a ponto de entrar na minha humanidade e me fazer novo de novo. Por isso posso dizer, Cristo é a minha esperança” concluiu Moysés.

Espetáculo A Paixão de Cristo – O sentido da vida

A grande novidade neste ano é a realização do espetáculo A Paixão de Cristo  – O sentido da vida, que por nove anos foi apresentado na cidade de Natal (RN).

Acontecerá em única apresentação, na segunda-feira, dia 9, às 19h30, também no ginásio Paulo Sarasate. Os lugares  serão preenchidos por ordem de chegada e os portões abertos às 18h, segundo orientou o Setor de Eventos da Comunidade Shalom.

SERVIÇO

Espetáculo A Paixão de Cristo – O sentido da Vida

Dias: 9 de abril de 2012

Local: ginásio poliesportivo Paulo Sarasate (Rua Idelfonso Albano, 2050, Centro)

Horário: 19h30

Entrada: franca

Recomendado para você