Ancoradouro

Vaticano orienta freiras americanas contrárias ao Magistério

152 1

Não concorda com a Igreja, acha que é uma instituição parada no tempo? Rude demais com seus preceitos? Não compartilha de sua doutrina sobre a sexualidade e  contracepção, por exemplo? Discorda de seus preceitos, leis e ensinamentos? Você tem todo o direito de fazer isso, se você não for um católico praticante. Agora, sendo um católico, mais ainda, consagrado nesta Igreja com voto de obediência é, no mínimo, contraditório postura como o de uma Conferência  de freiras americanas que incorporou à sua conduta pensamento feministas.

Segundo o jornal  Washington Post a A Leadership Conference of Women Religious (LCWR), ou Conferência das Liderenças Religiosas Femininas “já se declarou a favor do casamento gay, do aborto e de temáticas feministas”. Trata-se de uma  situação doutrinal e pastoral  grave e  que  causa uma séria preocupação  à Congregação para a Doutrina da Fé que tem à frente o cardeal William Levada, ex-arcebispo de San Francisco, que nomeou o arcebispo de Seattle, Peter Sartain, para supervisionar o trabalho de reorganização do grupo.

Estas freiras engrossam as filas daqueles que vendem sua fé pelos pensamentos relativistas deste tempo. Querendo agradar ao iluminismo que NADA ilumina traem o compromisso que fizeram de zelar pela vida, de amar com o coração de Cristo a humanidade e a Igreja.

O caso é gravíssimo. Assim noticia a Agência  Zenit : “As declarações são resultado da visita apostólica feita pelo bispo Leonardo Blaire, de Toledo, Ohio, que identificou sérios problemas doutrinais em muitas pessoas do grupo de consagradas. A investigação revelou reuniões regulares da LCWR que “ignoravam o ensinamento magisterial” em temas como o sacerdócio feminino e a homossexualidade. Alguns programas promovidos pela LCWR promovem ainda um feminismo radical”.

Em nota, a presidência da Conferência se disse surpresa com a decisão do Vaticano. “A presidência da Conferência de Liderança de Mulheres Religiosas ficou surpresa com a conclusão da avaliaçãodoutrinal da LCWR pela Congregação para a Doutrina da Fé.Recebemos uma carta do  prefeito no início de março informando-nos que iríamos ouvir os resultados da avaliação doutrinária em nossa reunião anual, no entanto, fomos pegos de surpresa pela gravidade do mandato.”

Esperamos que as freiras se dobrem à correção fraterna da Congregação e trilhem um caminho de retorno à sua missão e não se deixem persuadir pelas mentiras e falácias destes tempos.

Recomendado para você