Ancoradouro

Fortaleza] 2º turno e o aborto

30 1

No primeiro turno o ANCORADOURO perguntou aos candidatos a prefeito de Fortaleza qual sua opinião sobre a descriminalização do aborto. As respostas foram publicadas e repercutiram bastante. O assunto foi endossado e entrou de vez no debate com o lançamento da Campanha “A vida depende do seu voto” promovido pelo Movimento apartidário e supra-religioso Brasil Sem Aborto.

Neste segundo momento das Eleições na capital cearense o assunto volta à discussão. Os dois candidatos responderam ao questionamento do blog. Elmano de Freitas (PT) é favorável ao aborto nos casos prescitos pela lei. “Defendo o cumprimento da lei em vigor, que prevê a realização de aborto nos casos de estupro e nos casos de gestação com risco de morte”, disse.  Dos 876 caracteres de resposta sobre o assunto específico, o candidato petista utilizou mais de 600 para falar sobre o Hospital da Mulher.

Roberto Claudio (PSB) na ocasião não enviou resposta. Sua assessoria informou que o tema estava na pauta e na oportunidade não tinha como enviar de pronto uma resposta à questão. Dias depois Roberto Claúdio assinou o termo de compromisso com firma  reconhecida em cartório  se comprometendo a promover, caso seja eleito, políticas em favor da vida humana desde a sua concepção.

Elmano de Freitas não assinou o termo mesmo tendo sido procurado por representantes do Movimento Pró-vida.

Acompanhe a resposta na íntegra de Elmano de Freitas:

“Defendo o cumprimento da lei em vigor, que prevê a realização de aborto nos casos de estupro e nos casos de gestação com risco de morte. O gestor público está subordinado ao princípio da legalidade conforme prevê a nossa Constituição Federal. Também pretendo garantir o Hospital da Mulher como referência de atendimento de qualidade para mulheres da nossa cidade, inclusive quanto a uma reprodução segura e assistida. A estrutura possui 184 leitos, centro de parto normal e parto cirúrgico, Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adulta e neonatal, centro de imagem e muitos outros espaços de atendimento. O equipamento será referência municipal para o programa federal Rede Cegonha, garantindo a assistência nos casos de gestação de alto risco e contribuindo para a redução da mortalidade materna e neonatal que, já no governo da prefeita Luizianne Lins, foram reduzidas em 50%”.

Acompanhe o termo em favor da vida assinado por Roberto Claúdio.