Ancoradouro

Eu tenho medo do fim do mundo

216 1

Pete e Alisha Arnold, em foto de arquivo (Foto: Arquivo pessoal)Eles não são pobres, nem doentes. Ela não foi estuprada. Simplesmente pensam em matar o bebê ainda no ventre.

Eu tenho medo do fim do mundo. Não esse fim previsto pelo calendário Maia ou seja lá por qualquer outro vaticínio que volta e meia ronda as manchetes, imaginação e até cotidiano de algumas pessoas.

O medo que tenho é o fim do mundo para bebê que está no ventre de Alisha Arnold, esposa de Pete. A catástrofe dessa criança pode acontecer no ventre de sua própria mãe, antes mesmo de vir à luz.

O casal americano  criou um blog e condicionou  o nascimento da criança à sorte de uma votação ignominiosa.  É o público que decidirá se a mãe deve dar a luz ou abortar a criança.

Os motivos? Estúpidos como a decisão do casal em criar esse blog. O filho não estava planejado e a gestação ter vindo depois de dois abortos espontâneos deixa Pete e Alisha Arnold em dúvida. “Agora, quase dez anos depois de nosso casamento, a perspectiva de estarmos com 50 anos quando o garoto estiver se graduando é um pouco irritante“, declarou Pete em seu blog.

Motivos mais egoístas não poderiam existir. Por seu lado a mãe tece uma ladainha de lamentações invocando o poder que tem sobre o próprio corpo. E ainda relembra o fato que em seu país tudo escolhida em votação, do artista do American Idol ao Presidente da República.

É deste fim de mundo que tenho medo.

Recomendado para você