Ancoradouro

"Criação" e "Juízo final" inspiram cardeais em Conclave

No início da tarde, horário da Itália, durante os dias de Conclave o Porta Voz do Vaticano Pe. Federico Lombardi atende os jornalistas em entrevista coletiva no Centro de Mídias.

Entre os diversos assuntos o reverendo explicou sobre os compostos químicos que dão à fumaça a cor negra ou branca. São utilizados entre outros elementos, Cloreto de potássio e lactose. “Nenhum deles prejudica os afrescos de Michelangelo ou a saúde dos cardeais”, afirma o padre.

Jornalistas no Centro de Mídia do Vaticano

Jornalistas no Centro de Mídia do Vaticano

Ainda segundo informações da coletiva o papa emérito Bento XVI acompanha o Conclave com orações.

“O clima na Capela Sistina, pelo testemunho de cardeais que já participaram de um Conclave, é um ambiente de serenidade e profunda espiritualidade”, disse Lombardi que também explicou o procedimento da votação. “O cardeal  caminha lentamente com seu voto posto em um papel retângulo e diante do crucifixo invoca Cristo como testemunha. Deposita o voto e em seguida retorna lentamente ao seu lugar”.

Já na Casa Santa Marta os cardeais possuem a liberdade de organizar seu tempo. O que se imagina é que seja um clima de “reflexão,fraternidade e descanso”, “já que não se tem um testemunho direto do que acontece”, disse o Porta voz.

” A própria Capela Sistina em sua constituição inspira os cardeais presentes. Nela temos a Criação e o Juízo final de Michelangelo que indica aos eleitores a missão da Igreja na história da salvação e a responsabilidade daquele ato”, disse Pe. Federico.

A primeira missa celebrada pelo novo pontífice  poderá acontecer na manhã seguinte à eleição, como fez  Bento XVI. A celebração  será para os cardeais na Capela Sistina, televisionada. Uma outra, sim, será para todos os fieis, a missa de abertura do pontificado.

Já se o papa for eleito até sábado fica a seu critério participar ou não do Angelus.

 

Recomendado para você