Ancoradouro

"Oportunismo perverso", disse o cantor Agnaldo Timóteo sobre Daniela Mercury ao assumir opção sexual

33 6
Agnaldo Timóteo; ao lado Daniela Mercury com o ex-marido.

Agnaldo Timóteo; ao lado Daniela Mercury com o ex-marido.

O cantor Agnaldo Timóteo classificou de “oportunismo” a decisão de Daniela Mercury ao assumir relacionamento homossexual com a ex de sua assessora. “Milhões de famílias vão concordar comigo. A gente não pode bater palma para a vulgaridade, para o exibicionismo, para o oportunismo, para a farsa e para a mentira”, disse o artista, e mais: “Não é possível você aproveitar para dizer: ‘eu quero apresentar minha mulher’. Que negócio é esse? Aos 47 anos e com cinco filhos? Por que não fez isso quando tinha 20 anos? Para!”. “Estou indignado”, finalizou Agnaldo em entrevista  ao programa Balança Geral de São Paulo.

Veja outras declarações de Agnaldo Timóteo:

“Tudo tem limite. Ninguém vai punir, ninguém vai recriminar, mas eu vou. Eu tenho 76 anos, saí de casa aos 16 para enfrentar o mundo e continuo enfrentando, então não tenho que concordar com uma mulher que aos 47 anos e cinco filhos, que com certeza amou muitos homens, aproveita o movimento de todo mundo dando porrada num deputado (Marco Feliciano) e diz que quer apresentar a mulher. Foi um oportunismo perverso, canalha. Uma mulher não precisa expor a sua relação”.

“Virou a rainha dos gays. Ela está enganando a todos. A família brasileira não merecia isso. É demagogia em nome de ibope. Foi um depoimento desnecessário aos 47 anos de idade. Foi uma maravilhosa promoção. Nem todos os gays concordam com essa atitude. Foi um grande golpe de publicidade, de graça. Ela foi gênio nesse aspecto”.

Daniela Mercury sai do armário e entre no cofre

A cantora de axé também foi criticada por receber dos cofres públicos do governo da Bahia R$ 120 mil para desfilar em um trio na Parada Gay de São Paulo. Na opinião do jornalista Reinaldo Azevedo, da Revista Veja, Daniela saiu do armário para entrar no cofre.

Recomendado para você