Ancoradouro

A ditadura do preconceito

Para quem quer posar de bacana na atualidade uma das dicas é se colocar como um ser imune ao preconceito, aberta à todas as novidades, e que não se escandaliza com nada. Os integrantes da esquerda caviar, grosso modo  aqueles que dizem uma coisa e fazem outra, tem esta lição entre as primeiras  de sua cartilha.

Interessante é ver que estes seres quase divinos tem um profundo…preconceito contra cristãos e contra quem ouse acreditar e difundir o que eles entendem por conservador como os valores da família, da fé e da vida.

Um dos ataques frequentes que fazem é o de rotular a Igreja como instituição preconceituosa aos homossexuais, mas vejamos alguns exemplos.

Presidente Lula fez piada com gays. Depois determinou que o vídeo fosse retirado do Youtube, mas claro, caiu na rede, de lá não sairá. O Partido do ex-presidente é o mais combativo em defesa dos direitos exclusivo da causa gay.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=XKx8xsLxMbs[/youtube]

A socialite Paris Hilton disse que “gays são nojentos e maioria devem ter aids”.  De acordo com o site TMZ, ela conversava no táxi com um amigo gay, que falava sobre o Grindr, site de relacionamentos que usa geolocalizador, com grande acesso entre os homossexuais. Para ficar bem na finta, a queridinha de Holywood teve que pedir desculpas depois, claro. Afinal não ficava bem o rótulo de homofóbica.

Paris

Preferia que meu filho fosse macho”, foi a esta a frase da cantora Claudia Leite em 2008 que a deixou em maus lençóis. A patrulha LGBT logo a rotulou de homofóbica. Para não perder o prestígio e o brilho, Claudinha Leite  – como é chamada pelos fãs – teve que lamber o tapete gay e soltar a pérola: “a sexualidade dele, ele vai definir na hora certa”.

As novelas tem apresentado núcleos homossexuais cada vez maiores. Interessante perceber que muitos atores, mesmo sendo gays e defendendo a classe na teledramaturgia contra o preconceito não assumem sua opção sexual, por medo de perderem papeis de destaque nos mesmos folhetinescos. Mas isso não seria preconceito justamente de quem combate o preconceito? Clássicos casos de hipocrisia.

Mel Gibson e ator que interpretou Jesus.

Mel Gibson e ator que interpretou Jesus.

O caso mais notório de preconceito por parte daqueles que não tem preconceito  -parece piada – aconteceu com o ator e diretor Mel Gibson e elenco do filme A Paixão de Cristo. Até mesmo o pai do ator, à época com 85 anos, foi investigado pela patrulha,segundo informações do livro Esquerda Caviar, que só tolera representações do cristianismo como fé ultrapassada.

Ainda segundo o mesmo livro, “o ator James Caviezel, que interpretou Cristo e estava em metafórica ascensão na carreira, foi colocado na geladeira e não conseguiu mais papéis de muito destaque“.

Recomendado para você