Ancoradouro

Globo lança ofensiva homossexual em suas novelas, em 2014

132 21

Em 2014, a teledramaturgia global opta por tramas homossexuais, especialmente no horário mais nobre, o das 21h. O telespectador que já se acostumara a ver cenas picantes de casais até  no horário das 19h terão na telinha de seus lares histórias de pares e triângulos homossexuais. 

Televisão como ideologizadora. Reprodução do site Notícias da TV.

Televisão como ideologizadora. Reprodução do site Notícias da TV.

O investimento é pesado. Na atual novela das 21h, Amor à Vida, de autoria de Walcyr Carrasco, gay assumido, um galã foi escalado para compor o triângulo homossexual da trama. Algumas notícias na internet dão conta que o interesse do autor é terminar a novela com um casamento gay cantado por algum artista evangélico. O site Notícias da TV divulgou que ainda nesta novela dois homens farão  cena romântica na cama.

Mas o pior ainda está por vir. A próxima novela das 21h, que traz como título “Em Família”, trará mais um núcleo gay formado por protagonistas. A atriz Giovanna Antonelli interpretará uma mulher casada que deixará  a família para se juntar com uma outra. As lésbicas terão inclusive tema musical romântico. A novela tem estreia prevista para fevereiro de 2014.

Não bastando, o telespectador será bombardeado com mais histórias homossexuais na série

Giovana Antonelli foi escalada para representar uma lésbica.

Giovana Antonelli foi escalada para representar uma lésbica.

policial A Teia. Haverá um par de lésbicas e segundo o clipe que a Globo divulgou para a imprensa, a série exibirá cenas tórridas de sexo entre as duas mulheres. “As cenas que eu faço com a Wanda, tem beijo, tem pegação, mas não tem sexo explícito. São cenas ardentes, fortes”, disse Juliana Schalch ao site Notícias da TV.

O curioso é que a emissora que opta em promover o homossexualismo na cultura brasileira tem muitos dos atores de seu quadro que, embora sejam homossexuais, não se revelam publicamente. Já que ela incentiva a promoção da homossexualidade na família brasileira por que não faz primeiro entre os seus?

O número de artistas gays assumidos é irrisório diante da quantidade de homossexuais que atuam no   Projac (Centro de Produção da Rede Globo). Seria a emissora homofóbica com aqueles que assumem? Já que muitos não assumem por medo de perderem papeis nos folhetins. 

Quem tem sua família, cuide. Em  2014, o “Kit Gay” televisivo está avassalador. 

O blog está com uma série especial sobre Televisão. Confira pôst que tratou sobre o assunto:

Amor à Vida] Novela pretende exibir dois homens na cama.

Recomendado para você