Ancoradouro

Padre abre o coração e partilha porque se tornou sacerdote

106 3
A pedido do Blog ANCORADOURO, o pároco de Morrinhos (Ceará), Jacó Sidarta, narrou seu chamado ao sacerdócio. As alegrias e desafios de sua missão estão no relato empolgante e apaixonado pela vocação dada pelo Senhor. Seu amor à Virgem Maria e por aqueles que influenciaram seu chamado é flagrante.

O chamado

Pe. Jacó Sidarta Vieira

Pe. Jacó Sidarta Vieira

Pe. Jacó Sidarta de Sousa Vieira, nasci em Santa Quitéria. Ce. Fui ordenado por D. Jacinto, que era bispo diocesano de Crateús, em 28 de janeiro de 2005. Nossa Diocese de Sobral estava vacante na época. Desde menino dizia que queria ser padre. Gostava de desenhar imagem dos santos, de brincar de celebrar missa fazer procissão. Fui coroinha e depois de jovem comecei a amadurecer a ideia, ou seja busquei por meio de leituras entender sobre o chamado de Deus ao sacerdócio e notei que me sentia chamado.

Mas não era suficiente somente o meu pensamento, por isso busquei orientação no meu grupo de oração e com meu pároco que me encaminhou para o seminário diocesano para fazer um discernimento mais amadurecido sobre minha vocação. O  meu processo formativo como seminarista vocacionado começou em 1997 e foi até 2004 quando encerrei o estágio pastoral e fui ordenado diácono.

Espiritualidade

Minha espiritualidade e creio que minha vocação nasceu da Eucaristia. Não entendia muito, mas sentia algo muito bom nas bênçãos do Santíssimo que eram dadas por meu pároco falecido, Monsenhor Ximenes, no final das novenas de minha padroeira, Santa Quitéria.

padre jaco roma

Fui muito tocado com as adorações nos ambientes de espiritualidade de Renovação Carismática com a pregação, adoração ao Santíssimo, leitura da Palavra e busca sincera pela santidade. Minha espiritualidade é interessante, pois tem influências conservadoras, que vem do meu pároco, pe. Ximenes, formado por D. José Tupinambá da Frota. Tem influencias da Renovação Carismática, onde aprendi amar Jesus, Sua Igreja, Seu povo e ter uma grande devoção para com a Virgem Maria, de quem sou “escravo”.

Por que sou padre?

padre jaco 2 ancoradouroSou padre em primeiro lugar porque Deus me chamou, me escolheu e me consagrou em Sua Santa Igreja. Sou padre para ser mais íntimo de Deus e proporcionar que as pessoas também sejam mais íntimas e amigas de Deus. A verdadeira intimidade, comunhão com Deus na Eucaristia, nos leva a uma comunhão de vida com os irmãos, gerando testemunhando nossa fé por meio da vivência da fraternidade, solidariedade e paz em todos os ambientes que vivemos: família, trabalho, sociedade…

Ser padre é uma vocação, é um chamado de Deus, e quando Deus chama Ele não chama para a infelicidade, para uma vida de decepção, frustração. Na vida sacerdotal tenho dificuldades, mas sinto constantemente a presença de Jesus e Maria Santíssima comigo, confirmando minha vocação e me dizendo; “o meu peso é leve”, “carrego tua cruz contigo”, você não está sozinho”.

Mesmo com minhas fraquezas sei que Nosso Senhor me chamou e está comigo, sei que está aqui em Morrinhos (Ceará) como pároco não é apenas um projeto humano, mas tem o dedo de Deus e da Virgem Maria agindo nitidamente. Fico feliz quando vejo as pessoas procurando amar a Deus e aos irmãos.

O que inspira na caminhada 

padre jaco amigos

Quando vejo as pessoas unindo fé e vida. Depois de uma celebração bonita, onde todos rezam com convicção e não por costume apenas, as pessoas que tinham uma intriga se dão o perdão. As pessoas deixando de ser politiqueiras,  deixando de usar e traficar drogas, valorizando mais a família, sendo mais solidárias e compassivas para com o próximo, isso tudo enche o coração de alegria pois vemos a força do Evangelho mudando vidas. Não como uma teoria bonita que estudamos e propomos, mas como a força mesma da Palavra que nos transforma a todos que se deixam transformar.

Vale a pena sim, como diz meu querido bispo D. Odelir, “fazer parte desse sonho de Deus”. Um sonho, um projeto de amor que nem merecemos fazer parte, mas que Ele por amor e misericórdia nos insere e vai agindo em nós a na vida de tantos outros.

Morrinhos 

Paróquia do Imaculado Coração de Maria em Morrinhos.

Paróquia do Imaculado Coração de Maria em Morrinhos.

Falar de Morrinhos pra você Vanderlúcio (titular do blog) me deixa sem jeito, pois você é daqui e sabe como o povo é bom, é católico. Padre Saraiva plantou e estou colhendo. Rezamos pelas vocações, pedimos a Deus pelos méritos de São José toda primeira quarta do mês mais santas vocações. Deus escuta e atente nossas preces. Esperamos que os rapazes que estão no seminário estejam abertos ao processo formativo e que queiram servir de coração a Deus e Sua Igreja na pessoa dos mais sofridos da nossa sociedade.

A diversidade é um dom de Deus. É bom trabalhar com expressões diferentes, pois nos ajudam a servir o mesmo Deus de formas diferentes e corretas. O Moysés Azevedo, fundador da Comunidade  Católica Shalom, fala da diversidade como um jardim com flores de todas as espécies e diz que a beleza do jardim está na diversidade das flores. A Paróquia do Sagrado Coração de Maria é bela por causa da diversidade de expressões servindo na mesma Igreja.

Desafios 

Nas cidades de interior existe um partidarismo politiqueiro muito grande manipulando as massas. As pessoas são dependentes de determinados líderes, estruturas e partidos políticos muitas vezes sem moral, sem preocupação com o bem comum, preocupados apenas em manter o poder.

Padre Jacó durante visita pastoral.

Padre Jacó durante visita pastoral.

 

É ruim lidar com pessoas assim, pois não tem amor ao próximo, apenas usam dos mais pobres de forma utilitarista para ganharem eleições. É péssimo também, saber que a maioria das pessoas não quer ser esclarecida, prefere viver no mundo das paixões politiqueiras mendigando um papel de luz, de água,  dentadura, pneu de bicicleta etc…

Existem infelizmente, pessoas tão alienadas que são capazes de brigarem no período das eleições e os quatro anos de mandato dos líderes que ganham a eleição. O desafio aqui é esclarecer o povo de modo que entendam que não sou partidário. Que queiram o bem de todos, que não adianta se dizer católico e não procurar o bem de todos deixando de lado todo individualismo interesseiro.

Diálogo com outras expressões religiosas 

Pe. Jacó ao lado de Emmir Nogueira, Co-fundadora do Shalom e paroquianos.

Pe. Jacó ao lado de Emmir Nogueira, Co-fundadora do Shalom e paroquianos.

Temos algumas seitas por aqui. É negativo ver o fundamentalismo que leva ao fanatismo religioso. Procuramos orientar as pessoas a tirarem suas dúvidas, pois atacam a Igreja, nos julgam, nos caluniam. Mas meu relacionamento com a pessoa de um irmão é de respeito e diálogo.

Nesses dias recebi a visita de um pastor, para tratar de negócios e acabamos falando do Evangelho e no final cantei um hino da arpa, e ele ficou muito admirado. Acho que ele jamais imaginou que “um padre conhecesse Jesus” e cantasse um hino da arpa.

Influências no chamado

Padre Ximenes que influenciou a vocação de Pe. Jacó.

Padre Ximenes que influenciou a vocação de Pe. Jacó.

Deus usou muito para inspirar minha vocação meu pároco, padre Ximenes, de saudosa memória. Seu exemplo de pai, pastor, seu cuidado com as coisas de Deus e com o povo, seu desprendimento, seu jeito de ser padre, muito me inspiram. Moysés Azevedo, fundador da comunidade Shalom, com seu amor a Jesus e a Igreja, sua vida de oração e fervor, também me inspiram.

Muitas pessoas boas e santas me inspiram, mas eles são modelos de vivência do Evangelho para mim. Tenho 09 anos de padre e sou muito feliz. Vivo e vejo a fidelidade de Deus na minha vida. Sou muito grato pela Igreja, que me orienta por meio dos bispos, que me alimenta com a Palavra e com a Eucaristia, que transmite o amor de Deus por meio do Seu povo. Sou muito grato a Maria Santíssima que me ensina a amar Jesus, a viver a obediência, e que sempre intercede por mim, sustentando meu ministério sacerdotal em todas os momentos.

Padre Jacó com o Moysés Azevedo.

Padre Jacó com o Moysés Azevedo.

Pe. Jacó Sidarta de Sousa Vieira

Recomendado para você