Ancoradouro

Governo Federal quer proibir religião em tratamento para viciados em droga

“Clínicas de dependentes químico, comunidades terapêuticas não poderão mais falar sobre religião”, é o que determina  a resolução federal que será editada em setembro pela presidente Dilma, da Secretaria  Nacional de Políticas sobre Drogas. Um dos autores da resolução é o titular da pasta ,Vitore Maximiliano.

Senador Magno Malta.

Senador Magno Malta.

O senador Magno Malta (PR/ES) usou a tribuna do Senado para falar sobre a resolução. ” O  Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas – Conad, órgão vinculado  ao Ministério da Justiça do governo da Presidente Dilma não quer  [religião na recuperação de dependentes químicos]- Ela [Dilma]que não quer, mesmo em um país laico onde se tem a liberdade de expressão para falar de qualquer religião. As comunidades estão proibidas de incluir religião na recuperação de dependentes químicos de acordo com a resolução que o  Conselho vai baixar”, denuncia.

Ainda segundo o documento o tratamento feito nesse “tipo de comunidade é questionável pois mistura ciência médica com dogmas religiosos”. “O ideal é que o tratamento seja laico”. 

Em outro trecho a resolução determina que as Comunidades Terapêuticas “não podem explorar o trabalho do paciente além de ter um projeto de recuperação consistente”. “Então quer  dizer que em uma comunidade terapêutica que tira o cara de dentro de um esgoto com os pés mordidos por ratazanas …Quer dizer que esse cara não pode lavar o quarto onde ele dorme? Não pode cuidar da horta do sítio onde ele está? Ele não pode lavar as próprias roupas dele? Ele não pode ajudar na cozinha?“, questionou o senador.

Assista ao discurso na íntegra:

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Uqp2FfToE1s#t=14[/youtube]

 

 

Recomendado para você