Ancoradouro

Mundo Islâmico] Criança de 8 anos morre em lua de mel com homem de 40

O que dizer de uma cultura que obriga uma criança de 8 anos casar-se com um homem de 40? No mínimo, deplorável. O resultado é catastrófico em todos os sentidos. No Iêmen, uma criança com esta idade morreu no sábado, dia 7, após lua de mel com um quarentão.Segundo os médicos, a menina morreu com ferimentos internos no útero, de acordo com notícia publicada nas Agências dpa , AFP e Globo.

iemen

É comum no mundo árabe a venda de crianças para este fim. A pequena Rawan, a garotinha que morreu, foi vendida pelo correspondente a seis mil reais. A morte aconteceu na área tribal de Hardh, na fronteira com a Arábia Saudita.

Ativistas dos direitos humanos pedem a responsabilização do saudita e da família da criança pelo crime. Há pedidos também de uma lei que determine o casamento a partir dos 18 anos. Há quatro anos, uma lei tentou colocar a idade mínima de 17 anos para o casamento. No entanto, ela foi rejeitada por parlamentares conservadores, que a classificaram de “não islâmica”.

Comentário

Comprova-se a partir de fatos como este que a civilização cristã é a que melhor responde aos anseios das sociedades nos tempos atuais. É primitivo tolerar a venda de crianças para casar-se, é uma desordem sem proporções. 

Ah! O Femen e as feministas que tanto criticam a cultura cristão não se manifestaram sobre o assunto. Usam de dois pesos e duas medidas.

 

Recomendado para você