Ancoradouro

"Queimei um pedaço de papel" diz ateu que incinerou Bíblia na Federal do Acre

/ancoradouro/2015/05/09/queimei-um-pedaco-de-papel-diz-ateu-que-incenerou-biblia-na-federal-do-acre/
18 1

A moda atual  de algumas pessoas e coletivos é a realização de atos ofensivos à  fé e moral de grupos religiosos, sobretudo da fé cristã, sob o título de performance cultural.

Ateus queimam Bíblia e acusam cristãos de ódios por não concordarem com o ato.

Ateus queimam Bíblia e acusam cristãos de ódios por não concordarem com o ato.

O último deles  foi realizado na Universidade Federal do Acre durante o encontro anual de ateus. Felipe Zanon,  estudante de filosofia e responsável pela iniciativa, em entrevista ao portal UOL fez pouco caso das críticas de quem se sentiu ofendido pelo ato. Segundo ele, a repercussão se deu   porque somos um “Estado muito conservador”. 

Zanon é bolsista do CNPQ, ativista político do PT e ferrenho crítico dos evangélicos. Em seu perfil no Facebook definiu-se como livre pensador e o  grupo religioso dos protestantes de censores e  opressores. “Que me desculpem os puritanos, cristãos e demais defensores da censura, perseguição, e atrocidades, mas nestes TRÊS ANOS de Encontro de Ateus do Acre percebo que existem apenas dois lados: os Marco Felicianoides e os livres pensadores, ficar em cima do muro é, para mim, escolher o lado do opressor”.

Responsável pela iniciativa classificou a queima da Bíblia como ato cultural.

Responsável pela iniciativa classificou a queima da Bíblia como ato cultural.

Roberto Oliveira, o rapaz que queimou a Bíblia, segundo divulgou no Facebook, está prestes a ser afastado do emprego por conta da divulgação das imagens. Ele diz que não se arrependeu do ato, “se pudesse voltar atrás faria exatamente o mesmo”. A revolta gerada pelo ato criminoso, de acordo com o rapaz é culpa da “mídia”.  “Queimei um pedaço de papel,não queimei sua religião”, define. 

A Universidade Federal do Acre informou que o evento trouxe danos ao  Patrimônio e os saraus estão suspensos até segunda ordem. “Constataram-se acontecimentos desagradáveis, principalmente referentes à depredação patrimonial. Nesse sentido, a Administração Superior informa que a realização de saraus ou atividades correlatas está suspensa até o momento em que sejam institucionalizados mecanismos necessários ao bom funcionamento de tais eventos”.

Veja vídeo com o ato criminoso da queima da Bíblia

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=koie3qsPWT4[/youtube]

Recomendado para você