Ancoradouro

Perfil atribuído a padre Zezinho pode ser fake

/ancoradouro/2016/01/05/perfil-atribuido-a-padre-zezinho-pode-ser-fake/
2847 Seja o primeiro a comentar

Padre Zezinho é o precursor da música católica no Brasil, um sacerdote de reputação ímpar que goza de respeito dos mais variados carismas na Igreja e dos diversos setores da sociedade.

Padre Zezinho

Padre Zezinho

Entretanto, uma página atribuída ao religioso tem confundido os fiéis que desconfiam que aquelas sejam,de fato, palavras do homem que evangelizou o Brasil através da música e da literatura quando ainda não havia a proliferação dos chamados “padres da mídia”. 

O perfil padrezezinhoscj tem mais de 44 mil seguidores e algumas postagens com erros de português e raciocínio raso põem em xeque a credibilidade da autoria. A dúvida reside também por cinta do artigo escrito pelo padre Zezinho no blog de padre Joãozinho quando este afirma categoricamente: “desde 6 de março de 2013 não escrevo nem posto fotos no Facebook”.

Na postagem, padre Zezinho lamenta as inúmeras páginas com conteúdos  atribuídos a ele. “Ninguém me consultou ao reproduzir meus textos, e ao ajuntar fotos que não postei no meu perfil”, explica.

Seria esta uma página fake?

Seria esta uma página fake?

O padre tentou remover um destes perfis fakes (falsos), mas foi em vão.“Envolvi-me numa situação que seria melhor deixar para lá, pelos aborrecimentos que costuma causar”. O padre conta que resolveu partilhar por amor à verdade e às pessoas que são enganadas por estes anônimos que se passam por ele.

“Fiz de tudo para restabelecer a verdade, mas nem eu nem o Facebook conseguimos demover o anônimo. Com isso, cerca de  9.200  católicos acessavam o que seria meu perfil, mas não era. Com pequenos ajustes, o fake sempre vencia, e eu que há quase 50 anos prego a fé católica,  perdia para o fake que enrolava mais de 9 mil católicos enganados. Viam minha foto, liam os textos e imaginavam que todas a fotos e mensagens eram de minha autoria. Como saberiam a verdade?”.

Esse texto foi escrito em 2013 quando o padre Zezinho acabava de sair de um AVC, data em que foi criada a página padrezezinhoscj, hoje com mais de 44 mil seguidores.  Seria esta página, seguida por milhares de pessoas, um perfil fake? Tudo leva a crer que sim.

O blog apurou junto a uma irmã Paulina e esta afirmou que tem  “99,9% de certeza que  a página não é oficial”. O que existe de certeza absoluta é a oficialidade do perfil José Fernandes de Oliveira, “e ele não atualiza já tem uns meses”, comentou a religiosa.

Portanto, é importante ter cautela ao atribuir algumas mensagens que tem causado divisão ao padre Zezinho, um religioso conhecido pela promoção da paz e da unidade através de suas canções e livros.

O blog entrou em contato com o administrador da página citada mas este não retornou até o fechamento desta postagem.

Recomendado para você