Ancoradouro

Vitória da Família] Ideologia e identidade de Gênero não entram no Plano de Educação

81 10

Parlamentares do Ceará rejeitaram a inserção dos termos “ideologia de gênero” e “identidade de gênero” nos Planos Estadual de Educação – PRR e de Cultura. A votação aconteceu nesta quinta-feira, dia 5 e se desenrolou por mais quatro horas.

Entre os deputados defensores da família destaque para Carlos Matos (PSDB) e Walter Cavalcante  e Drª Silvana, ambos do PMDB. “Seria mais fácil ajustar o discurso para ser aplaudido, ou dizer aquilo que as pessoas querem ouvir, mas a Verdade tem uma força por si mesma”, disse Carlos Matos que arrematou o discurso afirmando, “que nem tudo que vira lei é bom para a sociedade”. “Aliás, temos péssimas leis porque temos péssimos parlamentares, que não têm compromisso com a Verdade;que são populistas”.

Gustavo Neto, de 20 anos, acompanhou pela primeira vez uma votação na AL. Saiu do embate com a “sensação de dever cumprido, por defender a família”, conta o jovem que se mostrou surpreso negativamente com os xingamentos recebidos “do começo ao fim da votação” por parte dos militantes a favor da ideologia de gênero.

Gustavo Neto saiu da votação com a sensação de dever cumprido.

Gustavo Neto saiu da votação com a sensação de dever cumprido.

O clima tenso nas galerias culminou com a vitória da família. Os parlamentares rejeitaram por 12 a 7 duas sucessivas emendas de Plenário do deputado estadual Renato Roseno (PSOL) que visava incluir  a ideologia de gênero no PEE  e Plano de Cultura.

Católicos e Evangélicos se unem na defesa da família.

Católicos e Evangélicos se unem na defesa da família.

 

Recomendado para você