Ancoradouro

Internautas reagem a pedido pífio de desculpas do "Catraca Livre" por cobertura asquerosa da tragédia com o Chapecoense

/ancoradouro/2016/11/29/internautas-reagem-a-pedido-pifio-de-desculpas-do-catraca-livre-por-cobertura-asquerosa-da-tragedia-com-o-chapecoense/
1185 Seja o primeiro a comentar

Depois de uma campanha considerada asquerosa do site “Catraca Livre” na cobertura da tragédia com a delegação do Chapecoense, convidados e jornalistas na madrugada desta terça-feira, dia 29, internautas se revoltaram contra a página e promoveram um  “unfollow” [descurtir] a fanpage. Até as 17h mais de trezentas mil havia dado seu unlike ao conteúdo. 

catraca-livre-01

Site Catraca Livre perde o prumo e milhares de seguidores.

Logo após a tragédia o Catraca Livre publicou pelo menos quatro matérias de péssimo gosto com o objetivo de angariar curtidas. “Diante do trágico acidente na madrugada com o avião que levava a a equipe de futebol do Chapecoense para a Colômbia , ajudamos a lidar com o medo”, dizia uma das chamadas puxando para matéria com o título, “medo de voar?”. 

“10 fotos de pessoas em seu último dia de vida”, lia-se em outro título repugnante. Ainda se publicou matéria com imagens de pessoas durante acidentes aéreos, um acinte aos familiares e brasileiros que acompanham consternados a tragédia.

catraca-livre-02

Pior que as publicações foi o pedido de desculpas do autor do “Catraca Livre”, apelidado agora de “Catraca Lixo”, o jornalista Gilberto Dimenstein, alinhado com a extrema-esquerda e extrema-imprensa. O autor começa assumindo o erro para si, mas em seguida se arroga por ter ganhado “muitos prêmios como escritor e jornalista”.

O jornalista afirma que “errar é uma fonte de aprendizado enorme”, mas logo em seguida no pedido de desculpas afere que as publicações não foram ruins em si, mas apenas para quem SE sentiu ferido.”Portanto, peço desculpas se as reportagens feriram as pessoas”. Os internautas não aceitaram o pedido eivado de arrogância e continuaram com a repulsa ao conteúdo. 

A publicação gerou uma reação de mais de dez mil comentários, sendo a maioria negativa ao site e uma série de compartilhamentos, além de uma onda gigante de unlike da página. 

 

Recomendado para você