Ancoradouro

Câmara de Fortaleza aprova moção de repúdio à exposição do Santander

65 4

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou moção de repúdio movida pelo vereador Jorge Pinheiro “por exposição depreciativa,financiada pelo Banco Santander através da Lei  Rouanet, no Santander Cultural, intitulada de Queermuseu: Cartografias da diferença na Arte Brasileira, realizada desde o dia 18 de agosto em Porto Alegre, Rio Grande do SuL”. A moção foi aprovada por vinte e dois votos a favor e apenas um contrário.

O autor da moção expõe os motivos da discordância com a exposição destacando o rechaço à obra “O Eu e o Tu: Série Roupa-Corpo-Roupa’ (1967), da artista brasileira Lygia Clark, que consiste em dois macacões ligados por um tubo, cada um com seis zíperes, estimulando que duas crianças se toquem mutuamente pelas aberturas destes macacões”.

Cidadãos de bem disseram não à exposição do Santander.

“Além disso, outras obras, que se pretende dizer serem travestidas de respeito à diversidade sexual, como ‘Criança viada travesti de lambada’, ‘Criança viada deusa das águas’, de Bia Leite, apresentaram conteúdo pornográfico. Além disso, faz-se notória apologia à zoofilia e à pedofilia na obra ‘Cenas do Interior II’, de Adriana Varejão”, diz outro texto do requirimento”, finaliza o trecho da nota.

Clique aqui para ler a nota na íntegra. 

Confira como foi a votação:

 

Recomendado para você