Ancoradouro

Padre Fábio de Melo é notificado por dizer com humor que não tem medo de “macumba”

7543 2

Durante a homilia no Domingo da Misericórdia, padre Fábio de Melo exortava os fiéis a não terem medo do mal. Em determinado momento se dirigiu a quem faz macumba. “Com todo respeito a quem faz macumba, pode fazer, pode deixar na porta da minha casa, se tiver fresco a gente até come”.

Padre Fábio de Melo

Dois meses depois às declarações, o vídeo repercutiu e o babalaô Ivanir dos Santos, que integra a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa do Rio de Janeiro, resolveu notificar o sacerdote pela declaração.

Padre Fábio de Melo pediu desculpas através de uma nota publicada em  seu site. “Apenas expressei, durante uma celebração cristã, convicções cristãs. Peço perdão aos que se sentiram ofendidos”.

O sacerdote informou que fez contato com Ivanir e foi acolhido com gentileza, mas reforçou no escrito que, o “desejo é esclarecer que tolerância religiosa não significa abrir mão do que cremos ou não cremos, mas conviver harmoniosamente, colaborando na construção de um mundo melhor”.

O que é macumba?

De acordo com o site significados , “do ponto de vista religioso, um despacho pode ser considerado um tipo de ritual em oferenda à algumas divindidades de origem afro-brasileira. Neste caso, o despacho é tido como sinônimo de macumba ou feitiçaria, no entanto com o propósito de causar um mal a alguém. Tradicionalmente, os despachos são colocados em encruzilhadas ou próximos de rios e cachoeiras”. O site “Fatos desconhecidos” acrescenta que uma macumba pode ser feita para uma causa, resume dizendo que através de um despacho, “pede-se de tudo: desde proteção, amor, dinheiro até a morte do inimigo”.

Vídeo com a homilia de padre Fábio de Melo 

 

Recomendado para você