Ancoradouro

Cardeal do Rio de Janeiro e Hospital rechaçam acusação de corrupção

Diante das insinuações de corrupção feitas pelo ex-Governado Sérgio Cabral , o arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Dom Irani João Tempesta e a associação mantenedora do Hospital São Francisco rechaçaram nesta quinta-feira, dia 28, as acusações.

Dom Orani João Tempesta.

Confira os pronunciamento 

Dom Orani 

 

Caríssimos amigos e irmãos, que a Paz do Senhor esteja com todos.
Creio que todos vocês veem as notícias que saem pela mídia em geral, e queria abrir meu coração para cumprimentar a todos e, de maneira muito especial, agradecer todas as manifestações carinhosas que me dirigiram nesses dias, de confiança, de esperança, com a certeza do que, enquanto arcebispo do Rio de Janeiro, tenho realizado e feito.
A nossa arquidiocese, nossa casa, está aberta a qualquer pessoa. Sempre recebo a todos, assim como também vou a muitos lugares para compartilhar alegrias, tristezas, sofrimentos. Esse relacionamento não escolhe pessoas. Todos são testemunhas e, por isso mesmo, nesse afã de procurar servir, nós vamos continuar sempre sendo julgados, muitas vezes de maneiras não muito corretas.

Tenham certeza de que o arcebispo do Rio de Janeiro é bastante preocupado com o bem dos pobres, dos necessitados, no intuito de levar as pessoas a viverem cada vez melhor, com esperança e confiança, e, por isso, esse abraço e bênção especial a todos aqueles que manifestam esse carinho e essa preocupação.

Estou muito bem, com a consciência tranquila e em paz. Ao mesmo tempo, desejo que vocês continuem rezando por mim e para que, cada vez mais, as pessoas que nem sempre falam muito bem dos outros, experimentem também o perdão, a reconciliação e a paz em seus corações. Que juntos possamos construir um mundo mais justo, mais humano e mais fraterno.

Rio de Janeiro, 28 de fevereiro de 2019

Cardeal Orani João Tempesta, O. Cist.
Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro
Hospital São Francisco 

A Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus, mantenedora do Hospital São Francisco na Providência de Deus rechaça veementemente as acusações do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.

Não temos qualquer ligação com a OSS Pró-Saúde e jamais aceitamos indicações para cargos junto a Direção do Hospital, e muito menos em troca de vantagens de quaisquer natureza junto ao governo do Estado.

Mantivemos durante os anos de 2012 a 2016 um contrato de gestão junto a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, para atendimento aos Pacientes do Sistema Único de Saúde – SUS, com o Centro de Trauma do Idoso e o Serviço de Transplantes de RIM e Fígado, onde o contrato fora encerrado em setembro de 2016 por inadimplência financeira do Estado do Rio de Janeiro, que até a presente data ainda não foi quitado.

Informamos ainda que, regularmente, apresentamos prestação de contas do contrato de gestão de serviços de saúde celebrados entre a SES e nossa Associação, sendo as mesmas auditadas e aprovadas pela própria SES e Controladoria de Contas do Estado.

Recomendado para você