Ancoradouro

Ator que interpreta Jesus revela experiência que teve na “hora da Cruz”

1068 2

Faltavam apenas 25 dias para apresentação do espetáculo A Paixão de Cristo, quando o ator que interpretava Jesus desistiu. A cidade era Natal, no Rio Grande do Norte, em um espaço chamado Cidade da Criança, A apresentação seria  para um numeroso público de  4 mil pessoas. Foi neste ano, 1997,  e nesta tensão que o ator William do Vale interpretou pela primeira vez o papel que marcou sua vida para sempre.

William do Vale sendo maquiado para apresentação. Imagem: Arquivo pessoal/divulgação.

“Eu era, naquela ocasião,  um dos poucos que tinha o biotipo e sabia as falas de Jesus, então sem nenhuma pressão – risos – tive que aceitar esse grande desafio de interpretar o personagem mais importante da humanidade”, conta o ator com exclusividade ao Blog Ancoradouro. “Foi desafiador. No dia da apresentação me senti pequeno diante da grandeza do papel, não merecedor, mas algo me erguia e estava ao meu lado fazendo-me dar passos para seguir em frente. Na hora da Cruz foi que entendi e compreendi a força que ali estava ao meu lado. Era o senhor!”, testemunha.

William do Vale tem 40 anos, dos 25 de ator, 22 interpreta Jesus. Há 18 anos protagoniza o espetáculo de Semana Santa produzido pela Comunidade Católica Shalom. Mas garante que a emoção da primeira encenação se repete. “Naquele dia não contive a emoção que continuo sentindo até hoje em todos os momentos da Paixão”. À época, o ator interpretava o Apóstolo André e também era produtor teatral.

Ator interpretação Jesus há 18 anos na superprodução do Shalom. Arquivo pessoal/divulgação.

Interpretando esse papel, William descreve um pouco mais sua experiência. “Da minha parte é enxergar não como vemos o senhor Jesus em sua jornada, mas como Ele nos viu e nos ver em nossas vidas”, revela. Momento marcante na produção A Paixão de Cristo (Shalom), para o ator,  é quando Jesus, na Cruz, entrega o Seu Espírito ao Pai e a Virgem Maria consola a todos nós, como seus filhos,  na figura de João

Momento da crucificação. Arquivo pessoal/divulgação.

O ator também comemora iniciativas como esta da Comunidade Shalom, que se utiliza da arte para comunicar uma mensagem de fé e de esperança. ” Vemos poucas oportunidades como esta, onde a arte e a Fé caminham juntas e juntas ainda conseguem comover, tocar de tal forma que chega a mudar a vida de muitas pessoas“. O espetáculo apresentado em Fortaleza conta ao todo com  300 pessoas entre  atores principais, figurantes, profissionais técnicos, eletricistas, sonoplastas, contras regras, maquiadores, cabeleireiros, costureiras, entre outros. Trata-se de uma superprodução que torna o espetáculo o maior de Fortaleza, no categoria.

Ator conta que se emociona a cada apresentação. Imagem: arquivo pessoal/divulgação.

Para o dia da apresentação, o ator conta que se prepara através de “muita oração e concentração”. Segundo ele é necessário também muita humildade, “pois ali será apresentado os últimos momentos da vida de Jesus na terra, temos todo o cuidado para com as crianças, jovens, adultos e idosos que merecem todo o nosso respeito profissional e religioso”.

William deixa um convite: “Gostaria de convidar a todas as Marias, Anas, Joãos, Pedros, Tomés, Madalenas e tantos outros a virem ter uma experiência de vida com Deus. Venha, venham se apaixonar por que viver vale a pela”, e um desejo: “Que onde tiver uma comunidade Shalom tenha uma Paixão de Cristo”.

Em Fortaleza

A entrada é gratuita.

Em Fortaleza, a Paixão de Cristo (Shalom) acontecerá em única apresentação próximo dia 17 de abril, a partir das 19 horas,  no Ginásio Paulo Sarasate, no bairro Dionísio Torres. A entrada é gratuita.

 

Recomendado para você