Ancoradouro

Fortaleza Esporte Clube alerta sociedade para mal silencioso e fatal

A quarta maior causa de morte de brasileiros é o suicídio, um dado alarmante, uma situação preocupante que requer atenção dos diversos setores da sociedade. O Fortaleza Esporte Clube parece ter compreendido a gravidade da coisa, e com uma campanha inusitada, em parceria com o Ministério Público do Ceará,  conseguiu chamar a atenção da opinião pública para este mal silencioso e fatal através da ação  “Virando o jogo”.

Depois de uma série de conquistas, o Centro de Treinamento do Clube amanheceu pichado com os dizeres”Acabou a Paz”, “Desisto, é o fim” e “O terror vai começar”. Perguntas foram levantadas, dado o bom momento do clube, que venceu três títulos em sete meses. Tudo  não passava de uma ação de marketing do Leão para a prevenção do suicídio.

Atualmente, Fortaleza é a segunda capital com mais vítimas de suicídio no Brasil. O País, aliás, está entre os 10 com mais mortes provenientes do ato, além de ter média de 12 mil suicídios por ano. A epidemia também se espalha pelo interior. Em cidades como Ocara, a 101 Km de Fortaleza, com pouco mais de vinte mil habitantes,  foram seis casos em menos de um ano e algumas dezenas de pessoas se encontram em monitoramento pelas tentativas.

De acordo com dados estatísticos a taxa de suicídio tem dois poucos, entre jovens, de 15 a 35 anos e em idosos, acima de 75 anos. As motivações são as mais diversas sendo as mais comuns doenças crônicas e dolorosas, depressão e desilusão amorosa.

Três passos para ajudar uma pessoa com ideia suicida (Fonte: Departamento de Saúde Mental da Organização Mundial de Saúde)

1. O primeiro passo é achar um lugar adequado onde uma conversa tranquila possa ser mantida com privacidade razoável.

2. O próximo passo é reservar o tempo necessário. Pessoas com ideação suicida usualmente necessitam de mais tempo para deixarem de se achar um fardo e precisa-se estar preparado mentalmente para lhes dar atenção.

3. A tarefa mais importante é ouvi-las efetivamente. “Conseguir esse contato e ouvir é por si só o maior passo para reduzir o nível de desespero suicida.”

Como se comunicar com uma pessoa com ideia suicida

• Ouvir atentamente, ficar calmo.

• Entender os sentimentos da pessoa (empatia).

• Dar mensagens não-verbais de aceitação e respeito.

• Expressar respeito pelas opiniões e valores da pessoa.

• Conversar honestamente e com autenticidade.

• Mostrar sua preocupação, cuidado e afeição.

• Focalizar nos sentimentos da pessoa.

Como não se comunicar

Interromper muito freqüentemente.

Ficar chocado ou muito emocionado.

• Dizer que você está ocupado.

• Tratar o paciente de maneira que o coloca numa posição de inferioridade.

• Fazer comentários invasivos e pouco claros.

• Fazer perguntas indiscretas.

Recomendado para você