Ancoradouro

Ataques a Padre Marcelo Rossi: expulsão de demônio, falsa acusação e empurrão do palco

10272 4

Padre Marcelo Rossi foi precursor dos padres midiáticos. Com ele tornou-se conhecida a figura de sacerdotes em programas de TV, programas de rádio e em grandes eventos. Sua vinda a Fortaleza, em 2003, reuniu público estimado em 300 mil pessoas. Verdadeiro fenômeno.

Campeão muitas vezes na vendagem de Cd’s, DVD’s e livros padre Marcelo Rossi também enfrentou muitas batalhas. A última delas neste final de semana quando presidia a Celebração Eucarística de encerramento do Acampamento Por Hoje Não -PHN, no Rincão do Meu Senhor, na Canção Nova, em Cachoeira Paulista. Uma mulher o empurrou de uma altura de quase 2 metros. As sequelas foram mínimas. Segundo o padre, “Maria passou na frente e esmagou a cabeça da serpente”.

Há dois anos, no mesmo evento, também na Missa de encerramento, padre Marcelo passou por uma batalha, desta vez espiritual. Enquanto consagrava os jovens à Nossa Senhora, houve uma manifestação demoníaca. Com a autoridade sacerdotal, o padre fez cessar a tentativa do maligno de dispersar os jovens naquele rincão. Tudo foi registrado em vídeo.

Uma batalha de 7 anos enfrentada pelo sacerdote teve desfecho em maio deste. Em 2012, Izaura Garcia de Carvalho Mendes acusou o padre Marcelo Rossi de plágio em uma passagem do livro Ágape, cuja vendagem atingiu dez milhões de cópias.  Na época, um acordo foi feito, mas, em 2018, ela resolveu entrar com uma queixa-crime contra o sacerdote e a editora. A polícia investigou o caso e descobriu que Izaura tinha apresentado documentos falsos. A mulher foi presa.

Padre Marcelo Rossi enfrentou um longo período de depressão.

Quando o Papa Bento XVI visitou o Brasil, em 2007, padre Marcelo foi impedido de se aproximar do Romano Pontífice, o que deixou uma mágoa no sacerdote. Entretanto, uma das maiores lutas de Padre Marcelo foi contra a depressão. Em uma entrevista ao Jornal Correio, o sacerdote conta como superou esse mal. “O louvor liberta e eu comecei a fazer uma coisa que eu tinha esquecido. Foi através do louvor que comecei a sair da depressão. Não tomei nenhum  antidepressivo. Tomei muitos outros remédios (anti-inflamatórios), que me fizeram inchar. Cheguei a pesar 128 quilos. Depois, fiz uma dieta maluca que era só hambúrguer e salada. Cheguei a pesar 60 e poucos quilos. O  que eu recomendo é que as pessoas sempre busquem um profissional da saúde. Mas, tem que ter cuidado para não ficar só dopado de remédios. A depressão é o mal do milênio”, relata.

 

 

Recomendado para você