Ancoradouro

Revista ensina como abortar, nas redes sociais; Ministra de Estado denuncia material

A Revista feminista AzMina publicou em suas redes sociais um tutorial ensinando grávidas  porem fim na vida de nascituros e fetos que carregam em seus ventres, ingerindo medicamento cujo uso é proibido no Brasil, desde 2005. A ministra  Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, classificou o material como  “apologia ao crime e que pode colocar tantas meninas e mulheres em risco”.

Ministra Damares Alves.

“Já encaminhei a denúncia às autoridades competentes. Esperamos uma resposta rápida. Liberdade de expressão é uma coisa. Isso aí é apologia ao crime e pode matar meninas e mulheres”, escreveu a ministra no Twitter.

Recomendado para você