Ancoradouro

Empresa faz experimentos com células de feto abortado; Pepsico já teve parceria

Senomyx é uma empresa Norte-americana de biotecnologia que trabalha no aprimoramento de sabores e cheiros de alimentos. Segundo o sitelifenews, a linha celular disputada da Senomyx é a HEK-293, derivada das células renais de um bebê abortado.

Pepsico nega uso de células humanas, mas confirma que já teve contrato com empresa de biotecnologia que fazia pesquisa com fetos abortados.

Em 2010, a Senomyx  fez um contrato de quatro anos no valor de trinta milhões com a Pepsico, empresa que produz refrigerantes mundialmente conhecidos como a Pepsi e o Sprite. O escândalo que veio à tona em 2012  provocou um boicote por parte dos defensores da vida a Pepsico.

Diante da acusação de um internauta no Twitter, nesta segunda-feira, dia 2, sobre a possível utilização de  fetos abortados em seus produtos com baixo teor calórico e baixo teor de açúcar, como sprite, a Pepsico respondeu: “a PepsiCo absolutamente não conduz ou financia pesquisas que utilizem tecidos ou linhas de células humanas derivados de embriões ou fetos”.

Mas no início da nota, a empresa não negou a parceria com a Senomyx. “O relacionamento comercial da PepsiCo com a Senomyx terminou e não usamos nenhum ingrediente da Senomyx em nossos produtos”, diz o texto.

 

 

 

Recomendado para você