Artesanato da Mente

Não queira convencer ninguém sobre nada

amizademat

Existe um verbo que eu acho muito bonito e que, infelizmente, pouquíssimas pessoas o abordam com a profundidade que ele merece, o verbo CONVENCER.

A maior parte das pessoas tenta convencer as outras da forma errada, com imposições, com arrogância, com ameaças e por aí vai!

Eu gosto muito de conhecer as raízes das palavras e a melhor forma de compreendermos esse verbo é indo para a sua raiz. Veja!

CONVENCER = CON + VENCER = VENCER JUNTO

Quando você tenta convencer alguém sobre algo está querendo vencer junto com ela a partir do seu ponto de vista, entende? E isso é maravilhoso! O JUNTO.

Você não quer dividir, não quer se sobressair, não quer criar nenhum muro entre você e o outro.

Existe até mesmo a questão da LIDERANÇA nesse verbo. Os verdadeiros líderes sabem convencer seus amigos com amorosidade.

Convencer tem uma relação com alguma mudança de postura, de comportamento, de pensamento ou de sentimento, e tudo isso são coisas INTERNAS. E você precisa entender que ninguém tem o poder de mudar nada na interioridade de outra pessoa, o máximo que podemos fazer é suscitar que um sentimento que já existe nela seja despertado por algo que eu disse e que fez sentido para ela, gerando alguma mudança!

O verdadeiro convencimento acontece dessa forma! Esse próprio blog é um exemplo real disso. Eu não escrevo querendo convencer ninguém sobre absolutamente nada! Eu escrevo porque amo fazer isso e porque sei que as minhas palavras podem fazer muito bem a quem estiver disposto a acolhê-las.

O que meus textos e o de qualquer outro autor podem fazer é ajudar a despertar algo que já existe nos leitores, para que através de uma reflexão sobre o tema abordado, parem e pensem sobre suas próprias vidas e suas posturas e decidam mudar. Mas o importante é saber que não fui eu que fiz isso, foi a própria pessoa pela sua decisão! E isso é magnífico, é uma das coisas que me motiva a continuar escrevendo sempre…

Quanto menos a gente tenta convencer os outros sobre o nosso ponto de vista, mais vamos desenvolvendo em nós essa virtude incrível chamada FLEXIBILIDADE. Pois vamos aprendendo que cada ser humano tem seu ponto de vista, sua forma muito particular de enxergar a vida e nós não podemos interferir nisso.

Essa flexibilidade nos ajuda em muitos pontos, mais principalmente no ACOLHIMENTO, tanto dos outros para com a gente quanto da gente para com os outros. Essa virtude nos ajuda a olhar para o outro como semelhante, que está aprendendo na vida da mesma forma que eu, pode estar em outro ritmo, pode não estar no mesmo patamar de consciência, mas está evoluindo.

O mestre Dalai Lama foi um dos homens que mais me ensinou a ser mais flexível, e continuo aprendendo muito com ele. Se quiser ler mais, compartilho outro texto que escrevi sobre a flexibilidade inspirado nele. Segue o link abaixo.

Ser flexível

E para concluir, compartilho também um breve áudio que gravei sobre esse tema aprofundando um pouco mais o que tratei nesse texto. Vamos aprender a convencer as pessoas do jeito certo? Paz e luz!

 

 

 

Recomendado para você