Artesanato da Mente

A arte de contemplar

635 3

img_13041

Essa é uma palavra que infelizmente é abordada por pouquíssimas pessoas, porque ela exige um olhar mais poético para a vida.

Contemplar tem na sua estrutura a palavra TEMPLO. Então, quando você contempla algo ou alguém é porque está olhando para o DIVINO que existe ali, entende?

Eu posso contemplar uma obra de arte, uma linda paisagem, uma flor, um por de sol, os mares etc. E posso também contemplar uma pessoa.

A gente contempla quem ama de coração e com profundidade. As mães que estejam me lendo agora sabem bem o que é isso. Quantas vezes vocês não ficam ou ficaram minutos, dezenas de minutos só olhando para os seus bebês enquanto eles dormiam?

A gente contempla o que AMA, o que desperta nossos sentimentos mais nobres.

O que me inspirou a escrever esse texto foi principalmente uma das minhas frases favoritas do livro “O pequeno príncipe”.

“Se alguém ama uma flor na qual só existe um exemplar em milhões e milhões de estrelas, isso basta para fazê-lo feliz quando a contempla.”

Antoine de Saint Exupéry

Nessa frase o autor fala sobre a SINGULARIDADE de cada flor, e essa flor pode ser estendida para todos os seres humanos. Cada um é ÚNICO e INSUBSTITUÍVEL. As pessoas que você ama em especial precisam ser contempladas, apreciadas em seu lado divino.

E o mais interessante nessa frase é o que está nas suas entrelinhas. Ele está ensinando que não podemos ter ninguém como se fosse uma POSSE nossa. Infelizmente, muitos namoros ou casamentos não dão certo porque há muita possessividade, ciúme, intransigência, controle… Tudo isso deteriora o encanto mútuo e gera desgastes no amor.

Contemplar está completamente atrelado com a LIBERDADE. Eu deixo o outro ser livre para ser quem é e não o que eu quero que seja.

É interessante porque essa mensagem foi muito ensinada e propagada pelo místico oriental Osho, que entendia perfeitamente bem essa arte de contemplar.

Nós podemos contemplar tudo sem querer nada só para nós meus amigos! Mas para isso acontecer, você precisa se tornar mais amoroso.

É incrível, mas esta é uma grande verdade. Quanto mais você aprende a amar, menos você pensa em exclusividade, em ter algo só seu. E assim mais você deseja a liberdade sua e dos outros.

Vale a pena aprender essa arte e crescer em amor a partir dela.

Acredite! Tudo começa nas pequenas coisas, como observar uma linda flor em uma planta e não sentir o desejo de arrancá-la, pois ao arrancar uma flor você a mata.

Da mesma forma é com as pessoas. Quanto mais você prende para si, mais elas morrem por dentro e não se desenvolvem como poderiam.

Essa reflexão pode ser levada para bem mais além dos relacionamentos amorosos. Pode ser levada até mesmo para a relação entre pais e filhos. Os pais que são superprotetores fragilizam seus filhos e quando a vida começa a mostrar que ninguém vive dentro de uma redoma, acabam sofrendo em demasia. Não vou aprofundar essa questão porque só isso já daria outro texto.

Em resumo, estou propondo a você que aprenda a amar mais, e esse amor se desenvolve através da LIBERDADE, primeiro sua, e por consequência, das outras pessoas.

Essa é a linda arte da contemplação, arte das pessoas que amam a LIBERDADE.

Se quiser refletir um pouco mais sobre esse tema incrível, compartilho um breve áudio que gravei refletindo um pouco sobre esse tema e essa frase do Saint Exupéry.

Áudio: A arte de contemplar

 

 

Recomendado para você