Artesanato da Mente

Nunca subestime o trauma de alguém

1168 1

medoirracional

Falarei nesse texto sobre um tema importantíssimo e que é abordado por pouquíssimas pessoas em contextos fora de livros ou de salas de aula, os TRAUMAS.

Muitos de nós, por falta de SENSIBILIDADE e EMPATIA, temos uma tendência a subestimar os traumas de outras pessoas, fazendo com que elas sofram ainda mais e sejam gerados desconfortos nos relacionamentos.

Vou colocar apenas alguns exemplos para que você internalize que JAMAIS podemos menosprezar o que o outro sente, porque isso só revela insensibilidade e falta de empatia.

Uma garota está numa festa com um rapaz adorável que acabou de conhecer. Está louca pra dançar com ele e o convida: “Vamos dançar? A festa está maravilhosa!”. Aí ele responde: “Não estou me sentindo à vontade!”. Aí ela insiste e insiste até que puxa seu braço à força para a pista de dança. Lá ele começa a suar, a ter vertigens e desmaia na frente dela.

O rapaz, depois, conversando com ela, diz que na adolescência esteve numa festa com os amigos, e por conta da timidez não queria dançar, mas fez um esforço para não se sentir tão deslocado.

No meio da primeira dança um dos seus amigos abaixou suas calças e todos ficaram debochando dele e rindo sem parar do seu vexame!

E então? Você pensa que foi fácil pra ele lidar com isso?

*****

Você está para subir pelo elevador e está com uma colega que também acabou de conhecer. Quando ele para você diz: “Vamos subir?”. E ela congela, fica pálida, começa a suar as mãos e lhe diz: “Eu vou subir pelas escadas…”. Aí você responde: “Você enlouqueceu? Vai subir 8 andares pelas escadas? Que frescura é essa?”.

Essa é uma cena muito, mas muito mais comum do que você imagina! Ele não sabe, mas essa menina quando tinha 6 anos ficou presa sozinha dentro de um elevador por mais de uma hora e isso a deixou extremamente traumatizada, gerando nela claustrofobia. Tenha muito cuidado com os julgamentos…

*****

Você conheceu uma garota bem bacana num determinado dia e descobre que ela não tem um transporte próprio, mas você tem sua moto. Na hora de se despedirem você oferece a ela uma carona pra voltar pra casa. Ao convidá-la ela diz: “Eu vou de ônibus mesmo, não precisa!”. Aí você insiste dizendo: “Não precisa ficar com medo, eu dirijo bem, sou cauteloso…”. Ela então fala: “Por favor, eu insisto, não precisa fazer isso”. E já começa a empalidecer e tremer as mãos. Será que não deu pra perceber que ela tem fobia de andar de moto por acaso meu jovem?

Depois, conversando com calma, ela diz que sofreu um sério acidente na adolescência na carona do pai e teve que ficar 2 meses acamada com uma grande fratura no fêmur. Mais uma vez! É preciso ter cuidado para não julgarmos os outros.

*****

Um rapaz vai fazer um exame de sangue e começa a chorar e tremer bem antes de a enfermeira fazer a punção do sangue. Ela, por ser inexperiente e insensata, diz: “Meu querido, onde foi que já se viu ter tanto medo de agulha. Que espécie de homem é você hein?”. Nessa hora ele fica puto com a enfermeira e sua insensibilidade e vai embora. Ela se arrepende do que diz e liga depois pedindo desculpas pelo que houve. Conversando calmamente ele diz que quando era menino, uma tia muito querida teve que tomar umas anestesias e uma agulha estava contaminada com o vírus do HIV e ela, poucos meses depois veio a falecer por ter ficado muito fragilizada em sua imunidade. Daí criou-se nele um trauma de agulhas por achar que poderia acontecer o mesmo com ele.

Esses são apenas alguns dos milhares de exemplos que poderiam ser dados como: medo de altura, medo de baratas, medo de lagartas, medo de multidões, medo do escuro, medo de se apresentar em público etc. etc. etc.

Antes de concluir quero lhe transmitir algumas frases comum que JAMAIS devem ser proferidas por você ok?

  • Mas é só isso?
  • Eu não acredito que você tem medo disso?
  • Você não é homem não?
  • E cadê aquela mulher brava e forte que eu conheço?
  • Que frescura é essa? (Essa é uma das mais grosseiras de todas…)
  • Se você não fizer isso eu vou ficar com raiva, vou ficar chateada, vou ficar triste, vou ficar isso, vou ficar aquilo outro… (Isso é pura CHANTAGEM EMOCIONAL…)

Tem muitas outras frases, mas com essas acho que já deu para compreender o espírito da coisa não é mesmo?

Portanto! Desenvolva mais a EMPATIA, a SENSIBILIDADE para saber que não existe nada que seja banal, que o que você considera besteira ou frescura é na realidade um trauma terrível na vida da outra pessoa!

Que esses exemplos tenham clareado sua mente para esse tema tão importante e tão pouco abordado!

Paz e luz…

Recomendado para você