Artesanato da Mente

Ser mentalmente flexível – habilidade essencial no século XXI

O historiador israelense Yuval Noah Harari é uma das mentes mais brilhantes da atualidade. Ele esteve no Brasil nesse mês de novembro de 2019 participando de congressos e diversas entrevistas. No programa da TV Cultura “Roda Viva”, sua participação foi brilhante e super inspiradora.

Quero convidar você a refletir comigo sobre a flexibilidade mental a partir de suas palavras nessa entrevista, que você pode assistir na íntegra clicando [nesse link].

********

“Pela 1ª vez na História não fazemos ideia de como estará o mercado de trabalho daqui a 30 anos e de que habilidades as pessoas precisarão. Por toda a História, prever o futuro tem sido difícil, é claro – o que vai acontecer na política, e assim por diante – mas no tocante às habilidades básicas de que as pessoas precisam, a mudança era muito mais lenta, então você sabia o que ensinar à próxima geração.

Mas agora não fazemos ideia de que habilidades as pessoas vão precisar em 2040 ou 2050. A única coisa de que temos certeza é que elas vão precisar continuar aprendendo e continuar se reinventando por toda a vida. Não é uma questão de aprender uma profissão aos 20 e poucos anos e trabalhar naquela profissão pelo resto da vida. Não; você terá que mudar várias vezes.

Portanto, o mais importante é como ensinar às pessoas que elas devem continuar mudando por toda a vida. E isso é extremamente importante e extremamente difícil, porque mudanças são estressantes e, especialmente após certa idade, as pessoas não gostam de ficar mudando repetidas vezes.

Mas no século XXI isso será uma necessidade. Portanto, esse é um insight vital: você não deve se concentrar numa habilidade em particular, por exemplo, “Vamos ensinar às pessoas como programar computadores” ou “Vamos ensinar chinês às pessoas”. Não, precisamos ensinar as pessoas a serem mentalmente flexíveis…

Yuval Noah Harari

********

O Harari conta bastante em seus livros sobre a evolução tecnológica e o desenvolvimento das IA’s (Inteligência Artificial). Tudo isso já está tornando as mudanças muito mais aceleradas e a obsolescência de alguns empregos e serviços uma realidade. Se você não buscar essa flexibilidade mental, infelizmente será passado para trás.

Achei bem importante ele tocar no assunto das pessoas mais maduras em idade, que evitam a todo custo as mudanças, pelo fato de elas serem estressantes e desafiadoras. Mas convenhamos, a vida é desafiadora! Ao contrário do que muitos pensam, isso é uma coisa boa, pois de certa forma nos força a sair da inércia, nos incita a muitas vezes despertamos potenciais que estão adormecidos dentro da gente.

No mundo atual, uma pergunta que deve estar presente com relação ao nosso trabalho é: “Esse trabalho continuará sendo importante, sendo relevante, tendo demanda nos próximos 20, 30, 40 anos?”. Certamente essa é uma pergunta difícil, porém necessária.

Aqueles trabalhos voltados a atividades mecânicas repetitivas ou que envolvam softwares que estão em desenvolvimento, quem trabalha com eles precisa ficar bastante antenado para a possibilidade de serem substituídos pelas máquinas ou softwares ultra-avançados.

Quando o Harari fala em aprender, é lógico que ele está falando também em estudar. O estudo não necessariamente precisa estar vinculado a uma faculdade, universidade ou curso técnico. Você pode aprender através inclusive de tutoriais na internet ou cursos online.

Percebo que tem havido um movimento global no qual os contratantes estão vendo cada vez mais os indivíduos para além dos seus currículos, mas analisando também suas habilidades sociais, comunicacionais, emocionais etc.

Eu diria que essa mente flexível é como a mente de uma criança, que é ávida por aprender, por saber como as coisas funcionam, como desvendar os grandes mistérios. No século XXI, mais do que nunca precisamos ter essa olhar curioso, essa vontade de aprender mais e mais a cada dia.

Os grandes educadores costumam dizer isso, as crianças têm essa curiosidade nata, e à medida que vão crescendo, vão deixando que ela arrefeça por conta de uma série de fatores, um deles é o medo de errar, o medo de falhar. Mas pense! Como podemos aprender algo novo sem errar, sem ter dificuldades?

A flexibilidade é uma postura que envolve a humildade de saber que é um eterno aprendiz e que desconhece bem mais coisas do que conhece. Essa é a dinâmica da vida, um eterno mergulho no desconhecido, dia após dia, ano após ano…

Reflita com carinho sobre esses pontos levantados e veja de forma positiva a flexibilidade mental, pois ela é na realidade uma bela virtude…

 

 

Recomendado para você