Asas e Flaps

Chico Brendler, Penta Campeão Brasileiro de Helicópteros de acrobacia F3C esteve ontem na Mito e deu um show de pilotagem.

313 8

O desespero foi grande porque não tinha peças para consertar, voltando a voar avião até 1991. Nesse ano, foi ao Festival de Blumenau -SC e comprou peças de X-Cell do Celso de Santi para adaptar no seu Heli-boy e um outro kit de X-Cell modelo1001. Foi, então, convidado pelo Celso para participar no campeonato Brasileiro em Brasilia que aconteceu em novembro de 1991. Esta foi sua primeira participação em campeonato de helicópteros, no qual ficou em 2º lugar.
Já no ano seguinte, em 1992, participou no campeonato Sul Americano em Santiago do Chile, conquistando o 2º lugar. Em 1993 participou do campeonato mundial na Austria e ficou em 54º lugar e ainda em 1993 no campeonato Brasileiro em Uberaba MG, conquistando o 2º lugar.
Em 1994 participou em várias provas em SP e MG ficando em todas elas em 2º lugar e ainda no campeonato Brasileiro em São Pedro da Aldeia RJ que ficou em 1º lugar (Campeão Brasileiro), ainda em 1994 no campeonato Americano no Texas, 18º lugar.
Em 1995 participou do campeonato Mundial no Japão, ficando em 47º lugar. Em 1996 participou do campeonato Brasileiro em Uberaba MG em 1º lugar ( Bi-Campeão Brasileiro). Em 1997 foi p/ o mundial na Turquia, 39º lugar.
Em 1998 Camp. Brasileiro em Uberaba MG, 1º lugar (Tri-Campeão Brasileiro), ainda em 1998 foi para Ohio-USA participar do maior encontro de helicópteros do mundo, onde foi considerado entre os 10 melhores em Hot-Dog (onde teve seu primeiro contato com a Futaba, que mais tarde, junto com a Aeromodelli começou a patrocinar com equipamentos Futaba).
Ainda em 1998 participou do Sul Americano no Chile, 4º lugar. E o último Campeonato Mundial na Polônia (1999) ficou em 59º tendo completado apenas 2 dos 4 vôos avaliados por ter problemas no motor.
Nestes 10 anos de vôos de helicópteros teve vários troféus como os de melhor show tanto em Blumenau (em 2000 como melhor Piloto de Heli.) Bastos, Piracicaba, Londrina, São Luis do Maranhão, Porto Alegre, São José dos Campos, Livramento, várias cidades na Argentina, etc. …. Somando mais 50 troféus e medalhas.
Desde o início Chico Brendler voou muitas marcas de helicópteros como: Robbe Schlüter, X-Cell, Kalt, JR, TSK e voltando a voar ROBBE Schlüter. Foi patrocinado pela JR/DBM e atualmente tem o patrocínio da Futaba, Combustíveis Dimetil, sendo revendedor e Distribuidor da Robbe Schlüter Alemã (helicópteros), com exclusividade para o Brasil
Desde o começo da tentativa de ser piloto de aeromodelos avião, depois Helicóptero, o primeiro modelo que viu voar, foi o dele, sempre tentou aprender sozinho, não tinha outros aeromodelistas na região, mas quando aprendeu, ele ensinou muitos, já perdeu a conta de quantos (mais de 100 alunos).
Hoje em dia conta também com a companhia de seu filho, Jonatan Brendler, de 19 anos, que está em 5º lugar no Brasil na categoria FAI F3C e em 2001, teve sua 1º participação em um campeonato mundial de F3C, que foi nos Estados Unidos, ficando em 59º dentre mais de 70 pilotos do mundo todo.
Em maio de 2000, sua filha Rúbia com 21 anos, iniciou com um bom domínio no héli, participando também do campeonato Brasileiro 2000 na categoria iniciante, ficando em 2º lugar.

As fotos abaixo retratam os momentos com Brendler e esposa que tivemos , eu e o nosso amigo Sérgio Menezes que patrocinou a vinda do Pentacampeão ao Ceará.

Agradecemos a gentileza do Chico Brendler de nos ter proporcionado estes fantásticos vôos e ao amigo dele Ségio Menezes por o ter convidado a vir para Fortaleza. Amizade minha gente é isso.

Algumas fotos acima mostram o trabalho do Brendler

Fonte: http://www.aerofilmagenschico.com.br/

Abaixo um dos equipamentos do Chico para execução do seu trabalho, observem a estabilidade do sistema e a pericia da pilotagem

Recomendado para você