Asas e Flaps

Tripulação de helicóptero do Governo do Acre é afastada por causa de mulheres

430 1

O helicóptero do Estado tem realizado um trabalho sério e responsável – afirma a nota.
A secretária de Segurança lembrou que o helicóptero está há um ano em operação, já salvou vidas, ajudou a combater queimadas e apoiou o trabalho das polícias Militar e Civil no enfrentamento à criminalidade, alem de ter atendido ao Tribunal Regional Eleitoral nas últimas eleições para garantir acesso às regiões isoladas do Acre.
Apesar do desfecho no âmbito administrativo, o Ministério Público do Acre não se manifestou intenção de acompanhar o caso e apurar possível improbidade.
O helicóptero de R$ 7,9 milhões foi adquirido pelo governador do Acre Binho Marques (PT), após o ex-governador Jorge Viana, atualmente senador eleito, ter assumido o conselho de administração da fabricante Helicópteros do Brasil S.A (Helibras).

No mês passado, por causa de irregularidades na compra do helicóptero modelo Esquilo AS 350B2, adquirido em 2008 por R$ 7,9 milhões, o Ministério Público Federal (MPF) no Acre entrou com ação civil de restituição de patrimônio público para anular o contrato celebrado entre a empresa (Helibras) e o Estado.
O valor corrigido, a ser devolvido pela Helibrás, caso a Justiça Federal decida pela anulação do contrato, é de R$ 9,2 milhões. Na fuselagem da aeronave foi pintada uma estrela vermelha. Para o MPF, a estrela do PT; para o governo, a estrela do Estado do Acre.

Fonte: Altino Machado (Blog da Amazônia/Terra Magazine)

Minha opinião: Excesso de zêlo e hipocrisia, a tripulação não deveria ser punida, em um estado que chama helicóptero de avião de rosca, as reações são medievais e recheadas de falsos moralismos. Não cortem as asas dos pássaros, curem seus complexos provincianos e busquem os verdadeiros devoradores das verbas públicas.

Recomendado para você