Asas e Flaps

A pintura da seleção: o “grafitti”, o avião e o conservadorismo.

gol-1

Avião da GOL que transportará a Seleção Brasileira de Futebol

Muitos devem ter acompanhado a polêmica envolvendo a nova pintura do avião da Gol que irá transportar a nossa seleção durante a copa, feita pelos grafiteiros Otávio e Gustavo Pandolfo, os Gêmeos.

A opinião da grande maioria é incisiva: “Ficou uma b****”.

Em um primeiro momento confesso que fiquei assustado com o resultado, afinal, não estamos acostumados a ver um avião daquele jeito. A partir desse pensamento parei para analisar os fatos e, como estudante de arte, achei incrível o que fizeram: usaram um avião como suporte para o grafitti. Parece uma boa ideia? Para muitas pessoas: NÃO! O grafitti é uma arte do gueto, “suja” e marginal e trazer isso para a aviação, que é tão clean e glamourosa, é quase uma afronta aos mais conservadores. E a aviação é um meio ultra conservador.

gol-2

737 GOL – Foto de Lucas Ulhôa

A arte dos gêmeos está impecável: belos traços, belas cores e belo conceito (a miscigenação que temos no Brasil nunca foi tão bem representada em qualquer pintura de avião). Foi uma questão de escolha da Gol, o fato de chamarem grafiteiros ao invés de designers já mostrava que a empresa buscava algo diferente. Por fim, os Gêmeos acabaram criando uma obra de arte voadora e não uma pintura comemorativa.

Vi, no Facebook, muita gente defendendo as pinturas de outras companhias, as quais são muito bonitas sim, mas não têm arte, não têm conceito, são apenas bons trabalhos feitos por bons designers. A pintura dos Gêmeos, trouxe pro grafitti um novo suporte: o avião. E isso é um grande passo para a história da arte. Pelo que eu me lembre (posso estar desinformado) essa é a primeira vez em que um avião (ainda operando normalmente) foi usado como suporte desse tipo de arte, e a arte está aí para isso: quebrar paradigmas e conservadorismos. Choca? Sim, do mesmo jeito que a arte chocou quando saiu das telas e foi para outros suportes.

No fundo o que choca é que o avião da Gol ainda opera normalmente. Já vi muita gente compartilhando fotos de aviões grafitados em cemitérios, e os acham lindos (e de fato são), afinal, esse é o lugar em que estamos acostumados a ver o grafitti: no lixo, no quebrado, no que não usam mais.

gol-3

The Boneyard Project – Avião grafitado por Nunca
gol-4The Boneyard Project – Avião grafitado por Retna
Texto de Rafael Araújo. Estudante de Cinema e Video na Faculdade de Artes do Paraná. Apaixonado por aviação, arte e astronomia, seu sonho de criança era ser piloto de ônibus espacial, mas por motivos de força maior, acabou se satisfazendo com aviões mesmo.

Fonte: Aviões e Musica