Ativa Idade

Saiba como montar seu empreendimento na terceira idade

Com determinação e força de vontade, as pessoas acima de 60 anos reúnem as características ideais para começar um negócio próprio, como experiência e tranquilidade

Ao conseguir a aposentadoria, muitas pessoas resolvem viajar e praticar atividades físicas
com mais frequência na rotina, embora, há aquelas que também apostem nos seus sonhos, como abrir uma empresa. De acordo com Cláudio Bezerra Leopoldino, chefe de departamento da Faculdade de Economia, Administração, Atuária, Contabilidade (Feaac) da Universidade Federal do Ceará (UFC), o empreendedorismo tem sido um caminho escolhido por brasileiros da terceira idade como alternativa para ter uma vida mais ativa. “Existem duas situações: os que empreendem por absoluta necessidade financeira e os que buscam a realização de sonhos, de metas pessoais, ainda que não tenham necessidade de trabalhar”, ressalta.

Consequentemente, esse fenômeno estimula uma parcela da população idosa brasileira a se manter presente na economia do País. Segundo Leopoldino, a experiência e a maturidade profissional contribuem para o sucesso de qualquer negócio no mercado. “Quando a experiência de vida profissional adquirida é significativa, o idoso apresenta um grande diferencial que não pode ser ensinado em cursos ou livros. O conhecimento tácito, intangível e de difícil externalização tem grande valor no mercado”, ressalta. Ou seja, diferente dos mais jovens, a terceira idade está mais segura e preparada para o momento de abertura do negócio dos sonhos.

Conforme dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), de 2015, essas características identificadas nas pessoas acima de 60 anos são favoráveis a projetos relacionados às atividades de consultoria, assessoria e prestação de serviços. Em paralelo, também é comum o investidor desenvolver iniciativas de forma autônoma nos setores de alimentação, comércio de varejo e imobiliário. Mas independente do modelo de negócio, a decisão de abrir uma empresa deve passar pela análise de vantagens e desvantagens. “A elaboração do planejamento de negócio, da taxa de retorno e do estudo de mercado são importantes para evitar abalos à sustentabilidade do projeto”, conclui Leopoldino. Apenas realizando essas tarefas, será possível garantir maiores chances de emplacar uma empresa no mercado, cessando qualquer tipo de risco ou problema futuro.

Empresária por acaso!
Depois de 32 anos trabalhando como representante comercial numa empresa privada, Eliete Mesquita, de 65 anos, reuniu forças com os familiares e abriu uma loja destinada à venda de artigos decorativos para festas, a Forte Festa, que existe há cinco anos. A aposentada conta que nunca imaginou ser dona do próprio negócio. “Quando saí da empresa que trabalhava, as minhas duas filhas me incentivaram bastante a montar uma empresa. Como eu já tinha experiência em gestão comercial e elas gostavam muito de produzir ambientes comemorativos, como aniversário, ficou muito mais fácil abrir um projeto nesse segmento, embora, eu também gostasse da área.”

De acordo com Eliete Mesquita, o fato de montar um negócio vai muito além de conseguir outra fonte de renda. “Como sempre tive uma vida ativa, tinha medo de ficar em casa e adquirir algum transtorno psíquico, como depressão.” Em sua rotina, a empresária ajuda no controle dos produtos do estabelecimento, além de sempre realizar viagens em busca de tendências no mundo da decoração.

Checklist do sucesso!
Quando falamos de desenvolver projetos comerciais, muitas dúvidas podem aparecer na cabeça das pessoas. Para esclarecê-las, o Sebrae listou quatro iniciativas que não podem faltar no lançamento de um empreendimento. Confira:

Busque ajuda
Experiência e aptidão são credenciais para abertura de uma empresa, mas não basta para determinar o sucesso do seu empreendimento. Consulte especialistas para conseguir ajuda no amadurecimento da sua ideia e de sua viabilidade, além de saber por onde deve começar.

Invista em capacitação
O conhecimento e as competências adquiridas durante a vida profissional devem estar afiados. Isso deve ser valorizado, mas não pode dispensar mais conteúdo. Por isso, especialize-se na área de interesse do projeto. Faça cursos, participe de seminários, feiras e exposições.

Inove
Observe o que há de novidade no mercado para oferecer produtos ou serviços diferenciados. Inovação implica não só investir em tecnologia, mas buscar soluções que tornem a sua empresa sustentável.

Seja dedicado
Investir em um negócio exige determinação em qualquer idade. Há muitas pessoas com ideias, mas é preciso ter coragem e determinação para colocá-las em prática. Não ter medo de errar é uma característica de empreendedores de sucesso.