Beleza e Saúde

Cirurgião Plástico Cido Carvalho fala sobre a marcação do Botox, para evitar "cara de boneco de cera"


Fomos conversar com o cirurgião plástico Cido Carvalho (CRM 3369), chefe da Cirurgia Plástica do IJF,  para falar sobre os detalhes das marcações da toxina botulínica (popular Botox), para deixar os pacientes com a aparência mais jovem, linda e bem natural, para as badalações de fim de ano

ROBERTA FONTELLES PHILOMENO – Geralmente como é feita a marcação do Botox? (com detalhes)
CIDO CARVALHO – A marcação depende de cada caso e da necessidade do paciente, mas o básico seria como numa figura: dois pontos de aplicação 4 UI (medida da dose “Unidades”) no músculo corrugador do supercílio, que faz as rugas verticais entre os olhos, 4 UI (pontos) no músculo prócero, àquele que faz a ruga horizontal entre os olhos, 2 UI em cada ponto do músculo frontal, que faz as rugas horizontais na testa, e 2 UI em cada ponto do músculo orbicular, que faz as rugas “pés de galinha”.
RFP – Existe alguma técnica de aplicação para o paciente sentir menos dor?
CC – A aplicação é bem tolerável, mas podemos amenizar a dor com a aplicação de anestésico tópico (pomada) e puxadinhas no músculo.
RFP – Como evitar que o rosto fique com aparência plastificada, parecendo boneco de cera?
CC – A aplicação deve ser feita preservando a região lateral da testa, permitindo movimentos parciais e a elevação da cauda da sobrancelha. As doses também devem ser moderadas, evitando os exageros.
RFP – Quais os precauções que devem ser tomadas antes da marcação do Botox? E cuidados pós?
CC – A limpeza do rosto é fundamental, antes da aplicação. Após a aplicação, compressas geladas e limpeza e nada de maquiagem no primeiro dia. No dia seguinte, pode-se voltar à vida normal e aguardar os efeitos, por volta do terceiro dia.

SERVIÇOConsultório de Cirurgia Plástica Dr. Cido Carvalho
Av. Dom Luis, 1233 – Sala 1006
Tels.: (85) 3486-6033 / 3486-6034