Beleza e Saúde

LIFT FACIAL, CADA VEZ MENOS INVASIVO

2203CS2501

Atriz Letícia Spiller (41) nem esperou completar 50 anos de idade e já fez o mini lifting facial como prevenção

1 – O lift facial veio evoluindo com o tempo. A moderna cirurgia de face surgiu nos anos 70, porém as incisões e descolamentos de pele, naquela época, eram muito grandes, o que tornava o procedimento agressivo, ocasionando maiores áreas de vermelhidão e inchaço. Só que o aprimoramento das técnicas cirúrgicas e a tecnologia embarcada aos aparelhos e às substâncias, chama atenção o cirurgião plástico Harley Cavalcante (CRM 6229-RQE2904), da Clínica Estética Juvenesse, que já confirmou presença em nossa revista OPOVO Ciência & Saúde 2015, tornaram o procedimento cada vez menos agressivo, a recuperação mais rápida e os resultados mais naturais. Não é à toa que o lifting ocupa o terceiro lugar no ranking das cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil.

2 – O mini-lifting e a utilização da toxina botulínica (Botox) são duas das principais causas que turbinam a cirurgia plástica no rosto. “Mas não somente isso. Os preenchedores cutâneos, o laser e a lipoenxertia vieram adicionar um upgrade de resultados”, acrescenta Harley.

3 – E os preenchedores e volumizadores (preenchedores com uma densidade maior) adicionam um conceito ao face lifting: o aumento de volume em áreas que perdem projeção com o envelhecimento (como a região malar) ou simplesmente permitiram um melhor resultado à cirurgia.

2203CS2502

Cláudia Raia (48) se utiliza do laser e da radiofrequência para adiar ao máximo a visita ao bisturi

4 – Aparelhos como lasers e radiofrequência melhoram o resultado do pós-operatório ou ajudam a adiar o procedimento em pacientes nos estados iniciais de flacidez, como na atriz Claudia Raia (48 anos), paciente assídua da Clínica Volpe, em SP. “O enxerto de gordura é um adicional que se faz ao realizar um face lifting ou a um tratamento inicial em paciente com perda de volume em face (grandes emagrecimentos) e pouca flacidez”.

5 – Os bons resultados da cirurgia de rosto se devem também a uma seleção melhor, por parte dos médicos, de quais pacientes devem se submeter a uma cirurgia mais radical (tradicional) e outros que são indicados para o mini lift, por exemplo. “Geralmente, pessoas com menor grau de flacidez ou mais localizada nos dois terços inferiores do rosto são indicadas para cirurgia menos invasiva”, orienta. Como foi o caso da atriz Leticia Spiller que fez minilfiting como uma prevenção à flacidez e para evitar o lifting radical, na clínica São Vicente, no RJ, com o cirurgião plástico Carlos Fernando Almeida.

6 – Mas o lift facial “clássico”, que utiliza incisões e descolamentos de pele maiores, continua muito bem indicado para pacientes que apresentam flacidez da pele em sua estrutura de sustentação (conhecida como SMAS – Sistema Músculo Aponeurótico Superficial) nos terços superior, médio e inferior da face (incluindo o pescoço). “A cirurgia de face vem se tornando menos invasiva, porém em pacientes com flacidez severa da face, a cirurgia tradicional continua muito bem indicada”, avisa Harley Cavalcante.

LIFT FACIAL TOTAL

O cirurgião plástico Harley Cavalcante explica que no lift de face tradicional, que trabalha os três terços do rosto, a incisão na área da testa é feita cerca de três a quatro dedos atrás da linha anterior do cabelo. “Todavia, em pacientes com testa ampla, pode-se fazer um incisão bem no pé do cabelo (mas ainda escondida por ele) de forma que ao se puxar o excedente de pele não ocorra um aumento da fronte.

LIFT: INDICAÇÕES ACERTADAS

2203CS2504
Lift facial tradicional, com incisão na testa, em caso de flacidez da pele em sua estrutura de sustentação (conhecida como SMAS – Sistema Músculo Aponeurótico Superficial) nos terços superior, médio e inferior do rosto (incluindo o pescoço). QUEM FEZ: atrizes Vera Fisher (63) e Suzana Vieira (72). Em tempo: Fico chocada cada vez que vejo fotos de Suzane Vieira, ela está novinha.

Mini lift, em caso com menor grau de flacidez na pele e mais localizada nos dois terços inferiores do rosto. A cirurgia funciona também como prevenção ao lift total. QUEM FEZ: atriz Letícia Spiller (41)

Preenchedores, lasers, radiofrequências, toxina botulínica (Botox) e enxerto de gordura são tratamentos que rejuvenescem e adiam visita ao bisturi. São eficientes também por tornar o lift menos invasivo e dá resultados mais naturais às cirurgias. QUEM FEZ: Atriz Cláudia Raia (48)