Beleza e Saúde

Cirurgião plástico Eduardo Furlani fala sobre a vaidade masculina

 

1511CS2507

Eduardo Furlani

 

O Novembro Azul, em defesa da saúde dos homens, chama a atenção para o universo masculino cada vez mais antenado e ligado em beleza. Tanto é assim que, em tempo de crise econômica, por incrível que pareça, são os homens e a vaidade deles que estão movimentando o mercado da beleza, para o qual não existe crise.

Neste segmento aquecido, o cirurgião plástico Eduardo Furlani (CRM 8316 / RQE 5876) fala dos procedimentos de cirurgia plástica mais procurados pelo público masculino. Eles estão cada vez mais estão correndo atrás de melhoras estéticas e começam a invadir as clínicas médicas, até então dominadas por nós, mulheres.

 

ROBERTA FONTELLES PHILOMENO – Por que os homens estão mais vaidosos?

EDUARDO FURLANI – A busca pela boa aparência é compatível com o homem moderno, livre de estereótipos, firme e determinado a mudar o que lhe desagrada. Nesse novo cenário, há um percentual já elevado de homens indo até as clínicas de cirurgia plástica.

RFP – Existem tratamentos específicos para homens?

EF – Alguns procedimentos são específicos para esse público, como a correção de ginecomastia (crescimento benigna ou maligno das mamas masculinas). Outros são predominantemente masculinos, mas também pode ser realizado em mulheres, como o transplante capilar.

RFP – Quais as cirurgias mais procuradas pelos homens?

EF – A lipoaspiração tem sido muito procurada pelo público masculino. Difere tecnicamente da feminina nas áreas a serem abordadas, resultando em um contorno corporal mais largo na parte superior do tronco. Os homens buscam também as plásticas de facial, como a blefaroplastia, o lift facial, a otoplastia (orelhas) e a rinoplastia e recorrem às técnicas de rejuvenescimento com aplicação de toxina botulínica (conhecida como Botox), peelings e preenchimentos de ácido hialurônico.

RFP – O público masculino é mais exigente?

EF – Digamos que existe algo particular no paciente masculino. Eles valorizam ainda mais a harmonia e a naturalidade das formas.