Beleza e Saúde

FAZER JEJUM INTERMITENTE DEIXA CARA DE DOENTE, SERÁ? DERMATOLOGISTA HELENA RIOS RESPONDE

helena-rios

FOTO DIVULGAÇÃO

A dermatologista Helena Rios diz que a beleza da pele, dos cabelos e das unhas, pode ficar comprometida pela privação de nutriente, por longos períodos, no jejum

Quando ouvi a palavra jejum, ficar sem comer, pensei logo, a pessoa vai ficar com cara de doente e aparência abatida. Só que não é bem assim. “A produção de colágeno (proteína da estrutura da pele) do corpo não é prejudicada e se for consumido o aporte adequado de proteína no período do desjejum, não vai haver déficit nutricional”, observa a nutricionista Mirella Costa, da clínica Atual Estética, dizendo que o mais comum é ficar sem comer por 16h.

Por ser algo complexo e que mexe com todo o funcionamento do organismo, o intermittent fasting tem de ser bem orientado por um médico nutrólogo ou nutricionista, porque se não, segundo a dermatologista Helena Rios, da clínica Juvenesse Ciência e Arte, na Av. Santos Dumont, (CONFIRMADÍSSIMA no O POVO Anuário da Saúde do Ceará, a pele, como os outros órgãos, pode sofrer com a falta de nutrientes, ficar opaca, ressecada, sem brilho, manchada e flácida. O cabelo e as unhas podem ficar fracos, quebradiços e terem o crescimento comprometido. “Sem contar com outros transtornos mais graves pela privação de vitamina.

SERVIÇOS

–  Juvenesse Ciência e Arte

Av. Santos Dumont,  10 andar 161. 2456 – Manoel Dias Branco.

– Atual Estética

Av Barão Studart, 2511 – Joaquim Távora