Beleza e Saúde

SORRISO DE CELEB COM SEGURANÇA, DENTISTA CLÁUDIA PAIVA DIZ QUE É POSSÍVEL

Dentista Cláudia Paiva diz que é possível colocação de lentes de contato nos dentes, com pouco desgaste

Já foi comprovado cientificamente que sorrir contagia as pessoas e abre portas. E hoje, existem vários tratamentos que podem turbinar o sorriso e deixar nossos dentes perfeitos. Dentre os procedimentos, a colocação de lentes de contato é a preferida, nos consultórios odontológicos.

Só que existem várias dúvidas que envolvem o procedimento. O desgaste dos dentes naturais, para adaptação das lentes, é o mais comum. Em entrevista, a dentista Cláudia Paiva, explica tudo e diminui os receios dos pacientes.

ROBERTA FONTELLES PHILOMENO – Na colocação de lentes de conato nos dentes, há necessidade de desgastar os dentes natural em todos os casos?

CLÁUDIA PAIVA – Não. Em muitos casos, não fazemos desgastes, porque precisamos acrescentar volume e aumentar o tamanho dos dentes, portanto não há desgastes . Em outros, o desgaste é muito pequeno, porque hoje trabalhamos com uma Odontologia minimamente invasiva, em que a estrutura do dente é preservada. Em geral, os desgastes giram em torno de 0,3mm a 0,5mm, onde quase todo esmalte dos dentes é preservado.

RFP – Como o desgaste é feito? Usa motor?

CP – O desgaste, quando é muito, pequeno usamos discos de lixa só para aplainar o esmalte para que o dente possa receber a lente de contato. Geralmente, fazemos com o motor de baixa rotação. Quando o desgaste é maior, no caso de restaurações grandes já existirem no dente, usamos a alta rotação ,sempre pensando em desgastar o mínimo possível.
RFP – O desgaste dói?

CP – Se o desgaste for somente em esmalte e girar em torno de 0,3mm a 0,5mm, onde não atinge a dentina, não dói e não precisa tomar anestesia. Quando houver restauração grande, já existente no dente, ai teremos envolvimento de dentina e o paciente terá que tomar anestesia, para que não sinta dor.

RFP – O desgaste compromete a saúde dos dentes?

CP – Não compromete, porque a adesão é feita, principalmente, ao esmalte, evitando as infiltrações. Agora, todo e qualquer trabalho depende do cuidado que o paciente terá em casa com a higiene bucal. A longevidade de qualquer lente de contato está ligada à técnica de um profissional capacitado e o cuidado com a higiene feita pelo paciente. Esse trabalho é extremamente minucioso e só profissionais treinados e especialistas podem realizá-lo com excelência.
RFP – Quando o desgaste é maior ou menor?

CP – Por exemplo se o paciente tiver um diastema (separação entre os dentes), o desgaste será bem pequeno, pois iremos acrescentar o que está faltando. Se o paciente já tiver muitas resinas extensas no dente, trocamos ou removemos as resinas e o desgaste será maior.

RFP – E quando os dentes são muito escuros? O que fazer em relação ao desgaste?

CP – Dentes com manchas de tetraciclina, de fluorose, descalcificações, dentes com tratamento de canal… nesses casos, o desgaste será um pouco maior para que a faceta esconda a diferença de cor para com os demais dentes.