Beleza e Saúde

OFTALMOLOGISTA JORGE ELDO FALA SOBRE DE CIRURGIA CAPAZ DE DAR ADEUS AOS ÓCULOS DE GRAU

Oftalmologista Jorge Eldo (CRM 3639), cap da View Clinic – Clínica da Visão

1 – Nos Estados Unidos é muito comum os pacientes irem ao shopping fazer uma cirurgia a laser para corrigir a miopia, hipermetropia e astigmatismo. Por aqui, mesmo sem essa popularidade toda, a cirurgia refrativa, que corrige esses problemas visuais, vem se tornando uma escolha cada vez mais comum e considerada pelos médicos oftalmologistas um procedimento eficaz que utiliza equipamentos de alta tecnologia.

2 – “A cirurgia refrativa é um procedimento oftalmológico, aprovado pelo Conselho Federal de Medicina, que visa corrigir as diferentes ametropias presentes no olho (miopia, hipermetropia e astigmatismo). Atualmente, existe o método mais seguro para a cirurgia refrativa que o Excimer Laser (técnicas PRK e LASIK)”, esclarece o oftalmologista Jorge Eldo (CRM 3639), cap da View Clinic – Clínica da Visão.

 

3 – Apesar de bons resultados, a expectativa dos pacientes com a realização da cirurgia, principalmente de corrigir o grau, digamos assim, e deixar de usar óculos de grau ou lentes de contato, muitas vezes, é exagerada fazendo com que fiquem decepcionados. Além disso, existem obstáculos e contraindicações à realização do procedimento.

FOTO DIVULGAÇÃO

Cirurgia refrativa de correção de grau, cada vez mais segura e eficiente, mas têm limites

4 – Nem todas as pessoas podem fazer a refrativa. “O limite de grau, atualmente, não deve exceder aos 9 graus de miopia, 6 graus de hipermetropia e até 6 graus de astigmatismo”. Daí a importância da avaliação criteriosa pré-operatória do seu oftalmologista com o auxílio dos exames oftalmológicos específicos. “Temos já há alguns anos o auxílio do Pentacam e do Aberrometro. Aparelhos de exames que nos proporcionam  maior segurança no procedimento”, comenta oftalmologista Jorge Eldo.

5 – Outra limitante à realização da cirurgia refrativa é a idade do paciente. “Existe um consenso geral de que a idade mínima ideal é em torno dos 20 anos de idade, quando ocorre a estabilização do grau do paciente, podendo ocorrer um pouco antes ou depois”. E ficam ao critério do médico avaliar as doenças e os medicamentos que podem impossibilitar a realização da correção de grau.

FOTO DIVULGAÇÃO

Fazer cirurgia refrativa muitas vezes não significa deixar de usar éculos de grau ou lentes de contato

6 – Quando indicada a cirurgia, os cuidados pré-operatórios incluem: suspender o uso de lentes de contato por pelo menos oito dias, não usar maquiagem ou creme na região dos olhos e fazer uma boa higiene da região das pálpebras com shampoo ou produtos próprios para uso oftalmológico, no dia da cirurgia. “O pós-operatório é fundamental. Recomendamos não coçar os olhos ou dormir fazendo pressão no olho operado, o uso de óculos escuros com proteção ultravioleta, evitar ir à praia, piscina ou saunas por pelo menos quatro semanas, no caso da técnica com o laser LASIK, ou 60 dias, no caso do PRK. E usar corretamente os colírios prescritos e as revisões que o seu médico determinar”, aconselha Jorge Eldo.