Beleza e Saúde

Médica do sono Lia Belchior fala da importância do sono para a saúde e beleza

Gente bonita dorme e dorme bem. É fato. E para nos lembrar da importância do sono não só para a beleza como também para a saúde do nosso corpo, os membros da Associação Brasileira do Sono – Regional Ceará Academia, em parceria com a Associação Americana de Medicina do Sono (AASM), participaram de uma campanha mundial que teve o objetivo chamar a atenção da população, com distribuição de cartilhas, atividades e muito mais.

A campanha é superimportante, porque com o surgimento do smart fone e das redes sociais, muita gente deseja ficar ligada 24h, expondo-se à luz artificial, especialmente no período noturno, sem dormir e sem pegar sol. Hábito que pode prejudicar e muito a saúde e o ritmo natural do nosso corpo, programado para ter o descanso do sono durante a noite.

A pneumologista e médica do sono Lia Belchior (CRM 9747 / RQE 4854), tesoureira da Associação Brasileira do Sono – Regional Ceará, alerta que dormir mal contribui para o aumento na incidência de transtornos do humor, dificuldade de aprendizado, pode levar à síndrome metabólica, obesidade, depressão e às demências. É fato: quem dorme mal engorda  #cruzes.

Mas quantas horas se deves dormir? “A quantidade de horas de sono satisfatória é variável, mas sabemos que tanto a privação quanto o excesso de sono prejudicam o funcionamento do corpo. Além da quantidade específica de horas, a qualidade do sono também é importante. Daí a necessidade de se manter ambiente adequado para o sono”, comenta a médica.

Enfim: uma boa noite de sono renova as energias do corpo, fundamental para quem tem de cumprir uma agenda extensa e se relacionar bem durante o dia. E uma noite mal dormida, pode deixar a pessoa sonolenta durante o dia todo, acabar com a criatividade e o humor, detonando seus relacionamentos familiares e de trabalho.

Ah… E a médica diz que é normal o ritmo de sono dos adolescentes, que tendem a ter o chamado atraso de fase. “Dormem mais tarde e acordam mais tarde”. Já os idosos dormem mais cedo e despertam no meio da madrugada”, finaliza.