Beleza e Saúde

PRÓTESE DE SILICONE MICROTEXTURIZADA E COM CHIP. COMO ASSIM? CIRURGIÃO PLÁSTICO CIDO CARVALHO TRAZ AS NOVIDADES

FOTO DIVULGAÇÃO

Implantes de silicone agora vêm com chip

 

Implante de silicone inteligente com microchip, autorizado pela Anvisa? As cápsulas dos implantes de silicone texturizadas são coisas do passado? Como assim? Pois é, as técnicas e materiais empregados nas cirurgias plástica estão cada vez mais tecnológicos e dão o tom de uma revolução histórica no mundo dos bisturis.

“Quem ganha é o paciente com melhores resultados e o aumento da segurança nas intervenções”, esclarece o cirurgião plástico cearense Cido Carvalho que tira todas as nossas dúvidas, em entrevista exclusiva

 

ROBERTA FONTELLES PHILOMENO – Quais as vantagens dos implantes nanotexturizados, em relação aos texturizados que são usados atualmente? 

CIDO CARVALHO – Estudos recentes indicam que os implantes lisos, com nanotextura, seriam mais seguros, com menor risco de complicações, como: infecção e contratura capsular (espécie de cicatriz ao redor da prótese, que pode causar deformação e a ruptura).

 

Cirurgião plástico Cido Carvalho

 

RFP – Como a tecnologia aplicada aos novos implantes contribuem para a redução dos riscos e prevenção das possíveis reações da paciente?

CC – Esses mesmos estudos demonstraram que a superfície de poliuretano, a texturizada, e mesmo a microtexturizada dos implantes, provoca reação indesejada em algumas pacientes. A superfície com nanotextura é como se fosse lisa, dando pouca reação, mas ao mesmo tempo é resistente como os texturizados.

 

RFP – Como funciona o microchip de identificação dos implantes inteligentes, usados na Europa há sete anos e que só agora desembarcaram no Brasil.? 

CC – O microchip é um dispositivo com todas as informações do implante, como tamanho, formato, lote, data, referência, e que é lido com outro dispositivo fornecido pelo fabricante. Uma segurança a mais para o paciente da procedência do produto que ajuda muito na hora da troca.