Blog do Leão

A culpa foi nossa, o esforço é nosso e o sucesso será nosso

690 12

Caros tricolores. As dificuldades sofridas, as decepções vividas e as expectativas não alcançadas são consequências de atitudes do próprio clube, seja por seus dirigentes, comissão técnica, jogadores ou até por nós, torcedores. O pensamento voltado para as mudanças imprescindíveis deve ser de todos, do presidente do clube ao mais humilde “geraldino”.
Quando a situação fica difícil e nos encontramos, momentaneamente, em um patamar inferior a um rival, temos a tendência, como todo ser humano, de procurar culpados e de preferência em outros ambientes.
Não é raro de se ver no futebol brasileiro, torcedor, seja de que clube for, colocar culpa, por exemplo, na imprensa por insucessos dentro de campo. Aqui no futebol cearense temos vários exemplos disso. Quando nosso rival amargava uma época de vacas magras e tinha uma administração questionada na época dos “Rabelos”, quem não lembra que até reporter do O Povo foi agredido fisicamente dentro do clube? e a própria diretoria alvinegra divulgava nota oficial contra títulos de certas matérias do jornal?
Pois é. É disso que me lembro quando vejo nas redes sociais, torcedores do nosso clube culpando a imprensa pela situação, simplesmente invertendo a causa pela consequência.
Recentemente, no episódio do chororô do Campinense, aconteceram acusações contra o jornalista Bruno Formiga de que este teria enviado informações do caso para um colunista do Globo.com. Como diria Alan Neto: façam-me cócegas. Como é que se envia informações para provar o que não houve??? E inclusive eu mesmo vi o referido jornalista falando no espaço que ele tem numa emissora de TV que NÂO havia motivos ou provas para punição ao clube.
Bom, resumindo: amigos, vamos focar no nosso clube! Vamos lutar e ajudar, cada qual à sua maneira, vamos esquecer fatores externos. O segredo é esse foco no objetico e união!

Ah, antes que alguém comente, eu já falei VÁRIAS vezes aqui, mas vou repetir: eu nao sou jornalista, não frequento nenhum jornal, não tenho vínculo empregatício com O Povo. SOU UM TORCEDOR DE ARQUIBANCADA igual a vocês, que teve a sorte de ter este espaço cedido para que nós tricolores troquemos idéias e saibamos usá-lo da maneira mais produtiva possível.

Saudações tricolores!