Blog do Leão

Horizonte 2×2 Fortaleza – O primeiro ponto suado

1299 52
Waldison voltou a marcar e salvou o Leão da derrota

Waldison voltou a marcar e salvou o Leão da derrota

Caros tricolores, somente no último jogo da fase de ida é que o Leão sentiu o que é suar pra conseguir um pontinho. Depois de vários jogos decididos em um tempo e com jogadores poupados, chegou a hora do torcedor matar a saudade de comemorar de verdade um gol como foi o do empate hoje em Horizonte.
O time do Horizonte comandado pelo competente Roberto Carlos será, sem dúvidas, um dos classificados à segunda fase do campeonato.
E hoje, unindo a força do Galo jogando no Domingão com os vacilos do setor defensivo tricolor, foi suficiente para presenciarmos um jogo duro como ainda não tivemos neste estadual.
E é em jogos assim que aparecem para o torcedor as verdadeiras definições de quem é quem. Waldison, por exemplo, apareceu mais uma vez pra decidir. Por outro lado, o torcedor ficou com a pulga atrás da orelha em relação ao goleiro Luiz Henrique, que para muitos falhou em ambos os gols do time horizontino.
Moral da história: os jogos realizados até agora no Cearense já devem ser suficientes para o treinador perceber quem é quem. Mudanças acontecerão, paulatinamente. O time continua sendo moldado.

Quinta-feira começa tudo de novo. Aguardamos o Quixinha no Pici

Saudações tricolores

Horizonte 2×2 Fortaleza

Local: Estádio Domingão, em Horizonte (CE)
Data: 26/1/2014
Árbitro: Paulo Marcelo
Assistentes: Marcos Brígido e Jailson Albano
Cartões amarelos: Leandro (H), Júnior Alves (H), Guto (F), Marcelinho Paraíba (F), Valdison (F)
Cartão vermelho: Moisés Lucas (H)
Gols: Fernando Sobral, aos 38min do 1º tempo; Waldison, aos 10min, Marciel, aos 20min, Waldison, aos 44min do 2º tempo

Horizonte
Jéfferson; Diego Maradona, Júnior Alves, Ramon e Zada (Pedro Paulo); Albano, Leandro (Valdison), Fernando Sobral e Ivanilson (Moisés Lucas); Marciel e André Cassaco. Técnico: Roberto Carlos

Fortaleza
Luiz Henrique; Tiago Cametá, Eduardo Luiz, Luís Gustavo e Radar (Fernandinho); Guto, Valfrido, Edinho (Danilo Rios) e Marcelinho Paraíba (Diego Neves); Robert e Waldison. Técnico: Marcelo Chamusca