Blog do Leão

O futebol cearense na Copinha

731 13

Copinha   Era novembro de 1997, estávamos eu e o então presidente tricolor Osvaldo Azin conversando sobre futebol, claro. Quando ele me confidenciou que mandaria a garotada da base para a Copa São Paulo de Juniores do ano seguinte. Respondi assustado e descrente que seria somente para passar vexame, então o Galego balançou a cabeça negativamente e retrucou: “- Temos que colocar esses moleques pra engrossar o pescoço, nem que seja na porrada, senão a gente não sai do canto”.

E assim foi. Em 1998, o Leãozinho jogou a Copinha e suou pra terminar a competição com um pontinho e eliminado na primeira fase, mas que pontinho! Um empate em 1×1 com o Botafogo-RJ logo na primeira vez que vi um jogo de time cearense na Copinha.

Em 1999, o Santos Nordeste, um projeto do clube paulista que não vingou, representou o futebol cearense e perdeu os três jogos.

De 2000 até 2003 o futebol alencarino não teve representantes.

Em 2004, o Guarany de Sobral surpreendeu, foi a São Paulo e até que fez campanha razoável. Empatou com o Vasco em 2×2 e venceu o anfitrião Taubaté por 3×1, mas não foi suficiente para passar da primeira fase, pois perdeu o jogo decisivo para o CRB por 1×0.

Em 2005, o Bugre foi novamente, mas desta vez junto com o Fortaleza. Ambos fizeram campanhas pífias e marcaram só um pontinho na fase inicial.

Em 2006, o Leãozinho foi sozinho representar o estado e atropelou na primeira fase: três jogos e três vitórias, com direito a um sonoro 7×3 no Gurupi-TO. Na segunda fase, o time de Douglas, Eusébio, Osvaldo e Clayton eliminou o favorito Corinthians nos pênaltis após empate em 1×1 no tempo normal. O time tricolor parou nas oitavas para o América-SP que acabaria como campeão daquele ano.

Em 2007, o técnico Daniel Frasson mandou resgatar os atacantes Daniel Bamberg e Ari para o time principal que faria sua estreia no estadual no começo de janeiro e desfalcou seriamente o Leãozinho que fez fraca campanha e conseguiu apenas 2 pontos na primeira fase.

Em 2008, o time tricolor, já com Adailton, Bambam, Bismarck, Marlon e o zagueiro Romário, fez novamente boa campanha. Terminou em primeiro do grupo com 6 pontos. Na segunda fase eliminou o Coritiba vencendo por 3×1. Nas oitavas pegou mais uma vez o Corinthians e após um 2×2 no tempo normal, eliminou novamente o Timãozinho nos penais. Caiu nas quartas para o Rio Branco-SP que foi o vice campeão de 2008.

Em 2009, o time leonino foi praticamente o mesmo de 2008, com Adailton e Bambam afinados no ataque, o Leãozinho venceu Vitória, Taboão e Rio Preto. Na segunda fase, fez um jogo eletrizante com o Flamengo-RJ e venceu por 5×4. Parou invicto nas oitavas quando foi eliminado nos pênaltis pelo Atlético-PR que seria o vice campeão daquele ano perdendo a final para o Corinthians. O Ceará também participou em 2009, e conseguiu sua primeira vitória na competição: 4×3 no Juventus-AC.

Em 2010, 2011 e 2012, Fortaleza e Ceará fizeram campanhas discretas e não saíram da primeira fase.

Em 2013, o Leãozinho de Edinho, Romarinho & Cia classificou em primeiro do grupo e eliminou o Botafogo-RJ na segunda fase. Caiu para o forte São Paulo nas oitavas. Já os alvinegros ficaram na primeira fase.

E em 2014, com o time principal fora do Nordestão, precisamos usar a base no início do estadual que começou na primeira semana do ano. Com isso, o Leãozinho fez só um pontinho e foi eliminado na primeira fase. Já o nosso rival conseguiu pela primeira vez passar à segunda fase onde foi eliminado pelo Fluminense: 2×1.

Este é o resumo da participação cearense desde quando acompanho a Copinha, competição que tanto gosto pelo fato de abraçar o Brasil inteiro num período escasso de futebol.

Em 2015, o Fortaleza está no Grupo H, sediado em Leme, e estreia dia 4 de janeiro, 15h, diante do Botafogo-SP. Na quarta, dia 07/01 pega o Independente-PA às 15h e no sábado, dia 10 encerra a primeira fase contra o Lemense-SP também às 15h.

O técnico Jorge Veras, que vai disputar pela 9ª vez a Copinha, conta com alguns problemas de contusões, mas mesmo assim se mostra confiante no elenco que dispõe para a difícil competição. A Comissão Técnica do Leãozinho segue para São Paulo com Jorge Veras (técnico), Zé Carlos (auxiliar técnico), Allison (preparador físico), Márcio (preparador de goleiros), Caco (massagista) e André (mordomo). O supervisor Carlos Eduardo chefia a delegação.

Confira os atletas que representam o Tricolor de Aço na Copa São Paulo:

Goleiros: Levi e Marcelo Zagueiros: Jackson, Alan, Belga e Ernando Laterais: Bala, Lobo, Vanderlan e Ítalo Volantes: Cher e Nonato Meias: Bruno, Leonardo, Léo Horizonte e Wesley Atacantes: Micael, Toró e Renato   Sorte ao Leãozinho em 2015